Homem suspeito de ameaçar políticos de morte pela internet é preso na Paraíba

Um homem, de 22 anos, está sendo acusado de extorquir e ameaçar políticos brasileiros.

 

Entre as vítimas estão o atual governador de São Paulo, João Dória, o ex-governador da paraíba Ricardo Coutinho, e o ex-candidato à Presidência da República, João Amoêdo.

 

Uma investigação da Polícia Civil da Paraíba, com apoio do Laboratório de Operações Cibernéticas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, culminou na Operação Timer, que prendeu o suspeito no dia 16 de maio. A prisão foi mantida em sigilo para não prejudicar as investigações e só foi divulgada nesta sexta-feira (22).

 

O caso começou a ser apurado este mês, quando a Polícia Civil da Paraíba tomou conhecimento de que o ex-governador do estado recebeu, em sua rede social, mensagem dizendo que uma organização criminosa havia sido contratada por R$ 2 milhões para matá-lo. A ordem, de acordo com a mensagem, poderia ser cancelada se Ricardo Coutinho pagasse R$ 3 milhões.

 

Os policias rastrearam as mensagens e conseguiram identificar e localizar o suspeito em Santa Cruz de Capibaribe, Pernambuco. É no presídio situado no município que o suspeito segue preso.

 

O celular foi apreendido e está sendo periciado porque a polícia acredita que outras pessoas podem ter sido vítimas dos mesmos crimes.

COM AGÊNCIAS