Bolsonaro falou 34 palavrões na reunião, um a cada 3,5 minutos

Na reunião com seu primeiro escalão, o presidente não economizou no vocabulário impróprio.

Jair Bolsonaro disparou 34 palavrões. Um a cada 3,5 minutos.

Foram 9 variedades deles.

Mas não esteve sozinho. Claro, foi disparado o mais desbocado do encontro.

Continua após a publicidade

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, soltou 7 impropérios. E Paulo Guedes, dois.

 

 

 


COM AGÊNCIAS