Miley Cyrus revela que enfrentou postura machista por parte dos diretores do VMA 2020

Vagalume

Vagalume
Vagalume

Miley Cyrus deu uma recente entrevista ao podcast Joe Rogan Experience e falou sobre uma situação desagradável que precisou lidar durante os ensaios do Video Music Awards 2020. A cantora, que fez a performance do seu novo single “Midnight Sky“, contou que enfrentou uma certa postura machista vinda dos diretores da premiação.

Durante a conversa, Miley explicou que pediu para que os diretores desligassem a chamada “Luz da Beleza” (“Beauty Light”), um tipo iluminação usada durante as apresentações para dar um foco ainda maior nos artistas. “A ‘beauty light’ é sempre usada nas mulheres. E eu pedi que apagassem. Você nunca diria ao Travis Scott ou ao Adam Levine que eles não poderiam apagar a ‘beauty light’”, disse ela.

A cantora ainda explicou que pediu à produção para que agissem com ela como agiriam com os homens, e que eles aceitaram isso. No entanto, durante o ensaio, Miley começou a ter problema com um de seus braceletes, o que fez com que ela escutasse algo que não gostou. “Eles disseram, ‘Sabe? Você disse que queria ser tratada como um cara e receber a iluminação como um cara, mas se você fosse homem, nós não estaríamos lidando com esse tipo de coisa”.

“Eu disse, ‘Bom, um cara não faria isso, porque um cara não faria seu show de uma forma sexy como eu estou fazendo. E eu estou ciente disso”, contou ela.

“Você teve essa conversa com os diretores? Isso é ridículo”, questionou o apresentador do podcast. “Sim, eu tive essa conversa com os diretores, é ridículo e é constrangedor”, acrescentou Miley.

Clique para ver no Vagalume

Clique para ver no Vagalume

Fonte: Vagalume

Com Agências

RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me
YOUTUBE
Leitores On Line