Luciene Adami, a Guta de ‘Pantanal’, defende Letícia Colin para o papel no remake: ‘Eu poderia viver a mãe’

Ricardo Rigel
Tamanho do texto A A A

Aos 56 anos, Luciene Adami, que deu vida a sensual Maria Augusta, a Guta, na primeira versão da novela “Pantanal”, exibida pela extinta TV Manchete, em 1990, celebra o remake da trama. A atriz contou ao EXTRA que se pudesse opinar sobre a escalação do elenco para dar vida a sua personagem, escolheria Letícia Colin, por sua personalidade genuína. Luciene também defendeu as cenas de nudez e disse que se fosse convidada para viver a mãe da Guta, toparia participar da novela.

— Eu já sabia, há alguns anos, que a Globo tinha os direitos de “Pantanal”, mas fui surpreendida pela notícia. Minha mãe me ligou e falou que o Fantástico tinha anunciado o remake. Olhando para o atual elenco da emissora, se eu pudesse sugerir uma atriz para o papel da Guta, seria a Letícia Colin. Não a conheço pessoalmente, mas acompanho o trabalho dela e acho que ela tem personalidade para topar essa brincadeira. Ela tem uma personalidade forte que é genuína e acho que o personagem pede isso — defende Luciene Adami.

A atriz relembra que na época em que foi convidada pela Manchete para fazer a novela, ela apresentava um programa na TV Cultura:

— Foi uma transformação enorme na minha vida. O Jayme Monjardim viu em mim alguma coisa que se encaixava na personagem, porque nem fiz teste. Encerrei meu contrato na Cultura e fui direto gravar “Pantanal”. Na época, ficamos muito conhecidos em todo o Brasil, o que no meu caso era uma novidade. Antes, eu tinha um pequeno público em São Paulo. Cheguei a posar para capa da Playboy o que me deu uma boa grana e consegui comprar até um apartamento.

Luciene Adami diz que sugeriria a Letícia Colin para viver a Guta
Luciene Adami diz que sugeriria a Letícia Colin para viver a Guta Foto: reprodução

E por falar em posar nua, na trama de Benedito Ruy Barbosa, Luciene protagonizou inúmeras cenas completamente despida. Para ela, fica impossível contar a história sem colocar o elemento da nudez.

— O Pantanal é uma região gigantesca do Brasil e com muitas áreas inexploradas, graças a Deus. É possível encontrar locais completamente desertos como as lagoas das salinas, locais que você não encontra uma viva alma. Então, é o lugar perfeito para se tomar um banho pelado. Não é à toa que o Benedito pensou nisso. A nudez faz parte da história de ‘Pantanal’ — afirma a atriz.

Antônio Petrin (Tenório), Luciene Adami (Guta) e Maria Bruaca (Angela Leal)
Antônio Petrin (Tenório), Luciene Adami (Guta) e Maria Bruaca (Angela Leal) Foto: reprodução

Vivendo desde o início do ano com o marido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Luciene diz que não se importaria de ter que se mudar mais uma vez para o Rio, se fosse convidada para participar do remake da novela:

— Antes da pandemia começar, eu estava morando em São Paulo, mas acabei me mudando para Porto Alegre, para ficar mais perto dos meus pais. Mas é claro que eu toparia passar uma temporada no Rio para gravar a novela, se fosse convidada. Acho que hoje eu poderia viver a mãe da Guta, a Maria Bruaca, que na época era interpretada pela Ângela Leal.

Luciene está nas redes sociais, mas todas as suas contas são privadas. Segundo a atriz, a opção de expor poucas coisas de sua intimidade faz parte do seu estilo de vida.

—Nem lembro qual foi a última vez que postei algo sobre mim. Confesso que tenho um pouco de preguiça de ficar publicando coisas sobre a minha vida. Além disso, estamos vivendo um tempo de muito exagero. Uma parte dos internautas é formado por um grupo de pessoas muito agressivas e que acham que tem opinião sobre tudo. Tenho preguiça disso — justifica.

Luciene Adami,num registro feito em 1990, durante as gravações de
Luciene Adami,num registro feito em 1990, durante as gravações de “Pantanal” Foto: reprodução

Luciene Adami interpretou a Guta em
Luciene Adami interpretou a Guta em “Pantanal” Foto: reprodução


Com Agências