Irã executa acusado de espionar Soleimani para os EUA

A Justiça do Irã anunciou nesta segunda-feira (20) que Mahmoud Mousavi Majd, condenado à morte por espionagem, foi executado.

Majd era acusado de ter transmitido para os serviços de inteligência de Estados Unidos e Israel informações sobre os movimentos militares da Força Quds, unidade especial do Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica.

A força era comandada pelo general Qassem Soleimani, morto em um bombardeio americano no Iraque em janeiro de 2020. A espionagem, segundo a Justiça do Irã, ocorreu até 2018, quando Majd foi preso. Ele colaborava com a unidade especial como tradutor.

Esse já é o segundo suposto espião executado pelo Irã no mês de julho. O primeiro foi Reza Asgari, acusado de passar informações para a Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos, inclusive sobre o programa de desenvolvimento de mísseis da república islâmica.

Com Agências

RSS
Follow by Email
YOUTUBE
Leitores On Line