Governo de SP estima que ao menos 128 cidades voltem às aulas no próximo dia 8

O governo de São Paulo estima que ao menos 128 cidades paulistas devem retomar as atividades presencias em escolas municipais, estaduais e particulares na próxima terça-feira (8).

Nesta data, a gestão João Doria (PSDB) autorizou a reabertura de colégios para atividades de reforço escolar e plantão de dúvidas, entre outros, inclusive para colégios municipais e particulares, não apenas os estaduais. A autorização é para regiões que estejam ao menos há 28 dias seguidos classificadas na fase amarela do Plano São Paulo.

O número de 128 cidades que permitirão a abertura parcial de escolas na próxima semana foi confirmado pelo Secretário estadual de Articulação Regional, Henrique Pimentel, ao explicar decreto publicado pelo governo estadual com regras para volta às aulas presenciais na próxima terça (veja abaixo).

Escola Estadual Romão Puiggari, no bairro do Brás (região central de São Paulo) que está fechada desde março por causa da quarentena do novo coronavírus

Os estudantes deverão ser comunicados pela escola para manifestar interesse e também podem procurar o colégio se quiserem voltar às aulas.

A apesar da reabertura das escolas, entretanto, é decidida pelos municípios. O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), por exemplo, diz que vai esperar a realização de um inquérito sorológico com alunos de escolas estaduais e privadas para decidir quando autoriza a volta às aulas. A testagem deve ocorrer em meados deste mês —ou seja, os colégios da cidade continuam fechados na próxima semana. A capital já fez duas pesquisas com estudantes de escolas municipais e o número de assintomáticos preocupa.

Na Grande SP, ao menos dez cidades já afirmaram que não voltam às aulas presenciais neste ano. Na segunda (31), as prefeituras de Cotia, Itapevi, Mairiporã, Mauá, Osasco, Pirapora do Bom Jesus, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Santo André disseram que só retomam as atividades escolares em 2021. Nesta terça (1º), Vargem Grande Paulista também confirmou que vai esperar o ano que vem.

A gestão Doria planeja retomar as aulas definitivamente em 7 de outubro, mas a decisão ainda não está tomada. O governo estadual também vai fazer inquérito sorológico com alunos de escolas municipais, estaduais e particulares. A data, entretanto, ainda não foi informada.

Volta às aulas em São Paulo – Regras

Planejamento escolar

  • As normas são válidas para todas as escolas do estado de SP
  • Escolas poderão receber presencialmente até 20% dos alunos matriculados. Os municípios terão autonomia para decidir sobre o retorno das aulas presenciais a partir de 8 de setembro
  • As atividades presenciais somente poderão ocorrer em escolas localizadas em regiões que já estejam há 28 dias seguidos classificadas na fase amarela do Plano São Paulo
  • Dentre as atividades autorizadas no próximo dia 8 estão: reforço e recuperação da aprendizagem; acolhimento emocional e plantão de dúvidas
  • O governo estadual avalia a possibilidade de retomar as aulas integralmente em 7 de outubro

Atenção

  • Alunos, professores e servidores que tiverem confirmada a contaminação por coronavírus deverão ficar em isolamento. Segundo o decreto publicado pelo governo estadual, se um estudante testar positivo para Covid19, todos os alunos da turma a qual pertence deverão ficar em isolamento por 14 dias.
  • O mesmo será válido para os servidores. Professores, por exemplo, que costumam dar aula para mais de uma turma, caso sejam detectados com o novo coronavírus ficaram isolados e todos os alunos que tiveram contato com ele também, incluindo ainda os outros profissionasi que atuam na escola.

Medidas para o calendário escolar 2020

Escolas da rede estadual devem oferecer

  • Sabão líquido
  • Álcool em gel
  • Máscaras de tecido para alunos e funcionários
  • Protetores de face para funcionários
  • Termômetros

Prioridade para o retorno será para os seguintes grupos de estudantes

  • Sem acesso a equipamentos de tecnologia ou à conexão de internet
  • Embora com acesso, apresente dificuldades de aprendizagem
  • Apresente sinais de distúrbios emocionais relacionados ao isolamento social
  • Alunos do 1º e 2º anos do ensino fundamental, em processo de alfabetização
  • Alunos do 5º e 9º anos do ensino fundamental, ou alunos da 3ª série do ensino médio

Medidas de prevenção

  • Oferta de merenda com alimentos que não precisem de preparo
  • Medir a temperatura da criança antes de sair de casa. na entrada da escola também deve ser aferida
  • Não será permitida a entrada na escola de estudantes com sintomas de Covid-19
  • Os estudantes e servidores devem usar máscaras de tecido no transporte escolar e público e por todo o percurso
  • Veículos do transporte escolar devem intercalar um assento ocupado e um livre e disponibilizar álcool em gel 70%
  • Realizar limpeza dos veículos do transporte escolar entre uma viagem e outra
  • Janelas de transporte escolar devem ficar semiabertas
  • Higienizar os prédios, as salas de aula e demais superfícies antes do início das aulas em cada turno
  • Higienizar os banheiros antes da abertura, após o fechamento e, no mínimo a cada três horas
  • Utilizar marcação no piso para sinalizar o distanciamento de 1,5 metro. isso vale para as carteiras
  • Evitar que pais ou qualquer outra pessoa de fora entre na escola
  • Evitar aglomerações e horários de pico do transporte público
  • Estudantes e servidores devem lavar as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool em gel 70% ao entrar na escola
  • Estudantes devem usar máscara enquanto estiveram na escola, exceto para crianças com menos de 2 anos
  • Eventos como feiras, palestras, seminários, festas, assembleias, competições e campeonatos esportivos estão proibidos
  • Estudantes não podem compartilhar materiais
  • Os intervalos ou recreios devem ser feitos com revezamento das turmas em horários alternados


Com Agências