Galvão Bueno: ‘Na dimensão que estiver, Rodrigo Rodrigues fará novos amigos’

No programa Seleção SporTV, os comentaristas André Rizek e Carlos Cereto receberam diversos profissionais para homenagearam o apresentador e músico, como por exemplo, o grande narrador de partidas de futebol, Galvão Bueno.

Galvão compartilha uma história muito bonita com Rodrigues, que vai muito além do fato de ambos serem da Barra da Tijuca.

“Foram dias muito sofridos, afinal o estado dele era bastante grave. Muito raro acontecer essa trombose cerebral que ele acabou tendo. Mas eu prefiro falar do Rodrigo que conheci, que era um talento puro e tinha um futuro gigantesco pela frente. Era um grande profissional e grande comunicador, tinha um dom para comunicação, de tocar as pessoas, de ficarem felizes convivendo com ele”, começou Bueno em sua homenagem.

“Ele estava há um ano e meio conosco (trabalhando no mesmo veículo), mas parecia ser muito mais tempo. Por onde ele passou, deixou muitos amigos, mas agora deixará saudades. Lembro da participação dele no Bem Amigos, na Copa América, na qual tive a honra de entrar ao vivo com ele e falei: ‘esse lugar é seu! Seu talento é muito grande! Fará muito sucesso’”, continuou ele.

“Os mexicanos sempre falam das pessoas queridas que se vão, então vamos falar sempre de Rodrigo Rodrigues, que estará sempre aqui conosco. Seja lá para onde ele tenha ido, qual dimensão tenha ido, ele certamente fará novos amigos e vai alegrar as pessoas que por lá possam estar tristes”.

“Perdemos um grande profissional! Um talento desses que aparece nos poros. Mas também perdemos um cara do bem, muito feliz, alegre, com uma facilidade de se comunicar e fazer amigos com todos aqueles que o cercaram. Ficaremos aqui sofrendo a ausência dele”, concluiu Galvão Bueno.

Entenda o caso

Rodrigo Rodrigues morreu na manhã desta terça-feira (28) após ser internado no sábado (25) no Hospital Unimed Rio, no Rio de Janeiro, onde recebeu o diagnóstico de ter contraído a covid-19.

Ele teve um quadro de cefaleia, desorientação, vômito e passou por uma cirurgia para diminuir a pressão intracraniana, por cona de uma trombose venosa cerebral. A informação foi confirmada pelo SporTV e por um boletim médico divulgado pelo hospital.

“O Hospital Unimed-Rio informa, com pesar, que, após a realização de protocolo de avaliação na manhã desta terça-feira, foi atestada morte encefálica no paciente Rodrigo de Oliveira Rodrigues.

O paciente encontrava-se em estado grave e coma induzido, em unidade de terapia intensiva, desde o último domingo, 26/07, após ter sido submetido a procedimento para diminuição da pressão intracraniana em decorrência de uma trombose venosa cerebral. Rodrigo havia dado entrada na emergência da nossa unidade no sábado, 25/07, com quadro grave e diagnóstico prévio de Covid-19.

Toda a equipe do Hospital Unimed-Rio se solidariza com familiares, amigos e admiradores do trabalho de Rodrigo Rodrigues.

Paulo Henrique Ribeiro Bloise, Diretor Médico”.