Ferry-boats operam com novos horários a partir de sexta-feira (31); Veja as mudanças




Transporte aquaviário vai operar com 18 viagens diárias. Uso de máscara será obrigatório e ferrys vão operar com 50% da capacidade para passageiros. MOB anuncia novos horários de embarque e desembarque do serviço de ferry boat no Maranhão

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) anunciou que a partir desta sexta-feira (31), o serviço de ferry boat terá novos horários de embarque e desembarque.


Ao todo, serão 18 travessias diárias. Nove no sentido Terminal Ponta da Espera para o Cujupe e nove do Terminal do Cujupe para a Ponta da Espera. Durante as viagens, será obrigatório o uso de máscara e a lotação máxima será de 50% da capacidade. No caso de alta demanda, poderão ser disponibilizadas viagens extras.


Veja os novos horários:


Novos horários do serviço de Ferry boat no Maranhão


A Portaria nº308, que realiza as mudanças, foi publicada na segunda-feira (27). O documento determina que, por conta da pandemia, terão prioridade no embarque caminhões e veículos de serviços essenciais, veículos que realizam transporte de pacientes, agentes de saúde e segurança.


De acordo com a MOB, as empresas que operam no transporte devem manter e intensificar os protocolos de prevenção à Covid-19 antes de cada viagem. Dentre as medidas, estão a higienização das embarcações com água e sabão ou álcool 70%, nas superfícies que são tocadas com mais frequência como barras, assentos e portas.


A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) atualizou os horários de embarque e desembarque dos ferry boats. A Portaria nº 308, de 27 de julho, determina que a partir do dia 31 de julho, a travessia entre os terminais da Ponta da Espera e Cujupe serão realizadas nos seguintes horários:


Sentido Terminal Ponta da Espera / Cujupe: 3h, 5h, 7h, 8h, 10h, 12h, 13h, 15h e 19h


Sentido Terminal Cujupe / Ponta da Espera: 5h3


A Portaria nº308, que determina as mudanças, foi publicada na segunda-feira (27). O documento determina que, por conta da pandemia, terão prioridade no emarque caminhões e veículos de serviços essenciais, veículos que realizam transporte de pacientes, agentes de saúde e segurança.