requestAnimationFrame(function ()
{
setTimeout(function ()
{
window._perfMarker && window._perfMarker(“TTVR.ArticleContent”, true, true);
define(“c.articleContent”, 1);
}, 0);
});

Circula nas redes sociais uma publicação afirmando que, segundo pesquisas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seria o candidato com mais chances de vencer as próximas eleições presidenciais. Segundo o texto da imagem, Lula teria “disparado nas pesquisas”, com 97% das intenções de foto, sem citar a fonte dos dados.

Essa informação é falsa. Não existem pesquisas que comprovem os dados que, segundo a publicação que circula nas redes sociais, mostra que 97% dos eleitores entrevistados votariam em Lula para presidente do Brasil. Além disso, levantamentos mais recentes de institutos de pesquisa como o PoderData, Paraná Pesquisas, Quaest Consultoria, CNT/MDA, Atlas Político e Veja/FSB, não mostram o ex-presidente na liderança.





© Fornecido por Pipeify

“Lula dispara nas pesquisas! 97% querem a volta dele. Luiz Inácio Lula 2022 para presidente” – Texto do post compartilhado no Facebook. (Fonte: Reprodução)

Uma Pesquisa publicada pelo Paraná Pesquisas, em 24 de julho, mostra o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na liderança das intenções de voto, com 27,5%, já Lula, aparece em segundo lugar, com 21,9%. Um levantamento feito pela Confederação Nacional do Transporte divulgou dados parecidos, que mostram Bolsonaro também em primeiro lugar, com 29,1%, seguido de Lula (17%) e Ciro Gomes (3,5%). Já as pesquisas do PoderData e da Quaest Consultoria não consideram o ex-presidente Lula nos cenários analisados.

Pesquisas realizadas entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020, mostram que Lula competia com maior chance de ser eleito em 2022, porém, nenhum resultado chegou ao valor de 97%, como afirma o post que circula nas redes sociais. Em um levantamento publicado pela consultoria política Atlas Político, Lula e Bolsonaro tiveram um empate técnico, com Bolsonaro somando 32% das intenções de voto, e Lula, com 28%.

Em uma pesquisa recente, feita com 283 professores de direito, foi divulgado que 77% dos entrevistados acreditam que o ex-juiz Sergio Moro não foi imparcial durante o processo de julgamento de Lula. Porém, esse valor não indica que os entrevistados representam parte da população que elegeria o ex-presidente nas próximas eleições presidenciais.

Conteúdo de fact-checking do Pipeify.