Cuidado com as imagens, Barroso

Como publicamos, o ministro Luís Roberto Barroso disse num evento da OAB que, ao vetar a campanha O Brasil Não Pode Parar, do governo federal, o STF impediu um “genocídio”.

Recapitulando, ele afirmou:

“Num momento em que se recomendava o isolamento social, a política pública de convocação das pessoas ao trabalho e às ruas poderia produzir um genocídio, sobretudo nas comunidades pobres. E, portanto, em nome do direito à vida, e do direto à saúde, o Supremo impediu a difusão dessa campanha”, disse