Atos contra quarentena na Austrália terminam com ao menos 18 presos

Em Melbourne, 15 pessoas foram detidas nos atos

Em Melbourne, 15 pessoas foram detidas nos atos
Arik Anderson/EFE/EPA – 05.09.2020

Pelo menos 18 pessoas foram presas neste sábado (5) nas cidades de Melbourne e Sydney, na Austrália, durante vários protestos que reuniram centenas de pessoas contra as medidas de confinamento impostas para enfrentar a pandemia da covid-19.

Em Melbourne, onde há um segundo confinamento devido à pandemia, a polícia e os manifestantes entraram em confronto que resultou na prisão de cerca de 15 pessoas, de acordo com informações da Polícia do Estado de Victoria.

Ainda segundo os agentes, 14 manifestantes foram presos por violação das normas de confinamento impostas na segunda cidade mais populosa da Austrália desde 9 de julho, enquanto outra pessoa foi presa por agredir um policial.

As manifestações não autorizadas repetiram-se em várias cidades do país onde os participantes sem máscaras gritavam “Liberdade” e protestaram contra as medidas de confinamento ou a exigência de usar máscaras faciais.

Em Sydney, a maior cidade do país, ocorreram protestos em vários parques e a polícia prendeu três pessoas, uma delas acusada de agredir um policial.

Os protestos ocorreram no dia anterior ao anúncio que as autoridades australianas farão amanhã para o desconfinamento do estado de Victoria, que luta contra uma segunda onda da covid-19.

Com Agências

RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me
YOUTUBE
Leitores On Line