Agência BR - Presidente do Novorizontino apoia decisão da FPF de concluir o Paulistão

Presidente do Novorizontino apoia decisão da FPF de concluir o Paulistão

Esportes -

Dias depois de o presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos, anunciar que o Paulistão será concluído dentro de campo, a FPF divulgou uma nota oficial confirmando a informação.

 

Presidente do Novorizontino é a favor de retomar o Paulistão (Foto: Divulgação)

Decisão essa que agradou o presidente Genilson da Rocha Santos, do Grêmio Novorizontino. Segundo ele, todos os clubes, e a FPF vão se esforçar, para que os objetivos que envolvem a competição sejam concluídos.

Além disso, o mandatário elogiou a maneira com que foi solucionado o problema.

“É notória a preocupação e o entendimento de todos, e acredito que é dessa forma que vamos sair de tudo isso da maneira mais íntegra e saudável possível. Eu fico feliz por perceber que, em um momento como esse, nós estamos tendo a oportunidade de nos ajudar e crescer de maneira conjunta”, comentou o mandatário.

A paralisação forçada do Paulistão veio em um momento ruim para a equipe do Novorizontino. Apesar de estar na terceira colocação do Grupo B, atrás de Santo André e Palmeiras, o clube tem apenas três pontos a menos que o Verdão.

Confira, abaixo, a nota da Federação Paulista na íntegra:

 A Federação Paulista de Futebol e os Clubes do Campeonato Paulista Série A1 – 2020, em reunião virtual realizada nesta quarta-feira, 15 de abril de 2020, de forma unânime, chegaram ao seguinte entendimento sobre a situação atual provocada pelo COVID-19:

– Em respeito aos milhões de torcedores, parceiros comerciais e Grupo Globo, detentor dos direitos de transmissão, o Campeonato Paulista Série A1 – 2020 será concluído em campo, conforme estabelece o regulamento da competição;

– Diante do cenário de Pandemia, não há data para a retomada, que somente será definida em nova videoconferência a ser agendada, seguindo as determinações das autoridades públicas de saúde;

– A ordem de retorno do futebol priorizará a preservação da saúde de todos os envolvidos e, portanto, o bom senso indica que as competições com menor deslocamento de todos os envolvidos (estaduais) aconteçam primeiro, avançando em seguida para aquelas que exigem viagens mais longas (nacionais e continentais);

– Os jogos poderão ser realizados inicialmente com portões fechados, evitando qualquer risco de aglomerações;

– O Campeonato cumprirá a Lei Pelé, o Estatuto do Torcedor e a Legislação geral vigente, bem como, o estatuto da Federação Paulista de Futebol e os regulamentos geral e específico da competição;

– A Comissão Médica da FPF está trabalhando no desenvolvimento de um protocolo de segurança, que proteja a saúde e integridade de todos os envolvidos nos jogos.

A Federação Paulista de Futebol e seus Clubes filiados entendem que as dificuldades de organização de datas e a possibilidade de realização de jogos com portões fechados geram consequências comerciais e técnicas negativas para todos. No entanto, prevaleceu entre todos a convicção de que a priorização da saúde e da segurança dos milhares de profissionais envolvidos no futebol se faz necessária nesse momento, e é o princípio que guiará todas as nossas decisões.


Fonte: Com Agências

 


 Leitores On Line