Veja quantos prefeitos os principais partidos devem eleger

As primeiras projeções sobre a performance dos partidos nestas eleições municipais apontam para a liderança do PSD, do senador Otto Alencar, com o maior número de prefeitos a serem eleitos no próximo domingo. Pelos cálculos de políticos e partidos, a agremiação do senador deve eleger pelo menos 100 prefeitos entre os 415 municípios baianos.

Desse número, metade seria de candidatos diretamente ligados a Otto, o que deve transformar o senador no campeão da eleição municipal no Estado. Depois do PSD, o partido que mais deve conquistar prefeituras é o PT, que ocupa o governo do Estado, e deve eleger 60 prefeitos. Abaixo dele, vêm o PMDB, do ministro Geddel Vieira Lima (Articulação Política), e o PP, comandado pelo vice-governador João Leão e o conselheiro Mário Negromonte, que devem fazer, cada, 50 prefeitos.

Assim como Otto, outro que deve emergir como força política individual nestas eleições é o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo. Apesar de estar no PSL, pode eleger até 40 prefeitos espalhados por várias legendas, dez prefeituras a mais do que o PSDB, que deve garantir aproximadamente 30 Prefeituras. O DEM, cuja estrela estadual é o prefeito de Salvador, ACM Neto, favorito à reeleição, deve eleger 40 prefeituras.

O PCdoB, que disputa a Prefeitura de Salvador com a deputada federal Alice Portugal, deve cravar 15 prefeitos, o PTN, do deputado federal João Carlos Bacelar, pode conquistar 10 municípios e o PR, do deputado federal José Carlos Araújo, 15.

Veja abaixo projeção estimada de prefeitos eleitos por legenda:

PSD – 100
PT – 60
PMDB- 50
PP – 50
Marcelo Nilo – 40
PSDB – 30
DEM – 40
PCdoB – 15
PTN – 10
PR – 20


Outros destaques: