Uso do celular por condutores de ônibus diminui

As campanhas educativas no trânsito estão surtindo efeito. Dados da Transalvador apontam que o índice de motoristas de ônibus notificados por dirigir falando ao celular caiu. Em 2015 foram multados 356 condutores nesse tipo de infração (média de 29,6 por mês), e este ano, o montante foi 5% menor:  252 até este mês (ou 28 mensais). Conforme o Código de Trânsito Brasileiro, o condutor que usar aparelho telefônico comete infração média, que gera quatro pontos na carteira e uma multa no valor de R$85,13. 

“O ato além de ilícito, é arriscado, pois o motorista pode desviar a atenção e colocar a vidas alheia em risco”, declarou o aposentado José Diniz. Apesar de caro, proibido e arriscado, infelizmente, muitos condutores de ônibus ainda utilizam o celular quando estão transportando passageiros. “Já vi um motorista ao telefone, briguei com ele, pois é uma ação irresponsável”, disse a estudante Cacilda Andrade. A Transalvador não informou qual empresa tem maior número de notificações. 

O órgão explicou que a multa é direcionada ao proprietário do veículo, que é a empresa, que se encarrega ou não de repassar a cobrança a seu funcionário motorista de ônibus. “A empresa fica também encarregada de apresentar o condutor para que os pontos na carteira sejam repassados a seu prontuário”, esclareceu.
 


Outros destaques: