Time escalado: Vitória treina até o fim da luz do dia na Toca

Literalmente Argel Fucks está cumprindo na íntegra as suas palavras na apresentação no Vitória: “não vim passear em Salvador”. O treino de ontem à tarde no CT da Toca do Leão começou às 16 horas, depois da preleção do treinador com o grupo, e só terminou no início da noite, quando a luz natural já não conseguiu iluminar o campo do CT de treinamentos, exigindo muito, participando dos trabalhos no corpo a corpo com os jogadores paras conseguir aplicar sua filosofia de jogo para surpreender a Chapecoense, que ele conhece bem como ex-técnico do Figueirense, na Arena Condá, sábado á tarde pela 28ª Rodada da Série A do campeonato Brasileiro.

O trabalho só não foi mais produtivo, porque o grupo não teve a participação do atacante Marinho, que ficou de fora por causa de uma virose, que lhe tirou dos treinos no campo do CT da Toca do Leão, e ainda sob cuidados, tratamento do Departamento médico a cargo do Dr. Rodrigo Vasco da Gama, que mostrou otimismo, acreditando que o meia se recupera à tempo de viajar com a delegação para Santa Catarina e enfrentar a Chapecoense.

Argel Fucks comandou um trabalho tático e técnico no campo 2 da Toca do Leão, um treino de ataque contra defesa em campo reduzido, além de aprimoramento do toque de bola, passes de curta e média distancia, até quando a luz natural acabou e os trabalhos tiveram que ser encerrados.

O Vitória tomou conhecimento dos ajustes da tabela detalhada de mais três rodadas, da 31 a 33, do Brasileiro da Série A. Os jogos das 16h passarão para as 17h e os de 18h30 para as 19h30 por conta do Horário de Verão. Na 31ª rodada, o rubro-negro jogará contra o Sport, em Recife; na 32ª diante do Cruzeiro, em Salvador; e na 33ª irá a Mesquita enfrentar o Fluminense. A 33ª rodada não terá jogos no domingo (30/10) devido a realização do segundo turno das eleições municipais.

“O time está no caminho certo. Desde que cheguei, contra o Flamengo, na minha visão, a equipe fez quatro bons jogos. O primeiro tempo contra o Flamengo foi muito bom. Contra o Inter, nós ganhamos. Contra o Botafogo a gente dominou o tempo inteiro. Tomamos um gol após desperdiçar um pênalti, mas não nos abatemos e continuamos em cima. Acho que se tivéssemos jogando até hoje, capaz da bola não entrar. Contra o São Paulo dominamos também. Acho que não falta nada”, disse o atacante Zé Love, que se encaixou muito bem no esquema de Fucks, e mostra otimismo para o jogo contra a Chapecoense.
 


Outros destaques: