Shoppings investem em projetos diferenciados para atrair a Geração Z

No Rio de Janeiro e em São Paulo shoppings criam espaços de convivência e eventos para as pessoas se encontrarem e desfrutarem uma experiência prazerosa em grupo.

Houve tempo em que os shopping centers representavam ambientes de compras, lazer e alimentação, e a oferta no mix de operações era um dos fatores decisivos para fidelização de clientes. Acontece que essa concepção vem se transformando a cada ano, convergindo para uma nova ideia, na qual os shoppings são vistos como centros de convivência, onde adquirir bens de consumo nem sempre é a única atividade.

A pesquisa “Shopping do Futuro”, divulgada recentemente pela Associação Brasileira de Shopping Centers – ABRASCE revelou o que os jovens de 14 a 18 anos, também conhecidos como Geração Z, esperam dos empreendimentos.

Segundo a pesquisa, algumas características do shopping Center ideal é a de promover áreas para encontros, ambientes verdes, wi-fi gratuito, espaços para games interativos, mini shows, lojas que separam seu mix por estilo de produto, cinema com óculos de realidade aumentada, entre outras.

“Os shoppings do futuro deveriam ser locais aonde eu vou para me relacionar e conviver com as pessoas e não necessariamente comprar”, foi uma frase aprovada por 59% dos jovens da Geração Z.

Indo ao encontro dessa atual perspectiva do consumidor, shoppings têm desenvolvido ações e projetos para conquistar novos públicos e fidelizar clientes. O RIOSUL Shopping Center, por exemplo, vem promovendo ações inéditas em um espaço ao ar livre, que até então só recebia carros, o Parking G5.

O projeto RIOSOUL reuniu cerca de 20 expositores em diversas edições, entre os meses de agosto e outubro de 2016, com a proposta de promover a integração e troca de experiências entre cariocas e turistas, em um ambiente democrático. No local, o público pôde experimentar e, deliciosos quitutes, conhecer diferentes tipos de artes, tudo isso ao som de artistas urbanos. No mesmo local, está sendo realizado o novo projeto do empreendimento. Entre os meses de janeiro e fevereiro de 2017, o RIOSUL Roller promove um rinque de patinação de 264m² dedicado aos amantes do esporte.

Ao som de DJs e luzes vibrantes, adultos, jovens e crianças se divertem na brincadeira e conhecem um dos ícones de maior sucesso entre os cariocas na década de 80.

“O Shopping deve priorizar em sua estrutura, espaços e projetos que incentivem a convivência e resgatem a vida ao ar livre”, destacou Fabiana de Luna Rodrigues, gerente de marketing do Shopping.

Isso se torna visível também com a aprovação do púbico quanto ao Espaço Lounge, criado em dezembro de 2016. “Inicialmente o espaço foi inaugurado para atender a grande demanda do período natalino, em fazer compras, ter um local para guarda-las, descansar, carregar aparelhos eletrônicos. Em pouco tempo recebemos muitos elogios que reforçaram nossa percepção do quanto esse tipo de ambiente é uma necessidade do cliente. Decidimos manter o espaço por mais tempo”, declarou Fabiana.

Ainda em busca de atrair o consumidor contemporâneo que procura ambientes interativos e novas experiências de compras, o Shopping inaugurou o Coletivo Carandaí 25. Entre os meses de setembro de 2016 e janeiro de 2017, o público pode conferir produtos exclusivos de 22 marcas, em um espaço multiplataforma, que oferecia pocket shows, atrações especiais e consultorias em moda. O sucesso de público fará com que o projeto retorne para uma nova temporada a partir de março deste ano.

Fabiana acredita que os shoppings precisam ser lugares acolhedores e que promovam trabalhos que inspirem. Em uma iniciativa pioneira, no ano 2014, o RIOSUL Shopping Center deu início a um projeto de ecoturismo com objetivo de promover passeios guiados e gratuitos, a fim de que as pessoas conheçam de perto o trabalho de reflorestamento desenvolvido pelo shopping nos morros do Leme e da Babilônia-São João. Em pouco mais de dois anos, o projeto já reuniu mais de 1.500 participantes.

Em São Paulo, o projeto Pedalando com o Pátio foi criado pelo shopping Pátio Paulista no ano de 2014 com a proposta de apoiar hábitos de vida mais saudáveis, valorizar as riquezas da cidade e de incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte alternativo. “Já temos uma identificação muito forte com São Paulo. Agora, queremos incentivar também a prática de atividades saudáveis e ser um convite para os amantes de bike redescobrirem a capital paulista. Tudo para promover e destacar a importância do bem-estar e da qualidade de vida, pois acreditamos no Shopping como um verdadeiro centro de convivência e lazer, oferecendo uma solução completa e prática para o corrido dia a dia das pessoas”, explica a gerente de marketing do Shopping, Cláudia Lima. Para ela, os shoppings estão assumindo novos papéis na sociedade. “Não dá mais para ficarmos estritos às ações promocionais de vendas. Temos que ir além. Temos que ir até o cliente, em vez de esperarmos apenas que eles venham até nós”. Após três anos de grande sucesso, o projeto volta em 2017 com novas edições.

Desenvolver ações diferenciadas faz com que o empreendimento consolide um posicionamento inovador, incentive a economia criativa da cidade e satisfaça a necessidade do consumidor contemporâneo.

Pesquisa da Associação Brasileira de Shopping Centers – ABRASCE:  http://abrasce.com.br/noticia/2690

 

Pedro Ramos

Executivo de Contas

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com