Shoppings estimam prejuízo de até R$ 60 bilhões com coronavírus

O setor de shoppings estima perder R$ 60 bilhões em relação a 2019 e pode precisar demitir cerca de 200 mil funcionários por conta do fechamento imposto pelo coronavírus.

A estimativa leva em conta a sinalização das autoridades de que a situação de emergência deve permanecer por um período de pelo menos um mês.

Os shoppings preparavam, antes de serem fechados, uma sistemática mais rigorosa que a normal para higienização e reposição de álcool gel, além de disponibilizar áreas para vacinação.

A ideia era demostrar que os shoppings são espaços seguros e que até o fluxo de clientes, estabelecendo limites dentro das lojas, pode ser controlado com rigor. Poderiam até medir a temperatura dos clientes logo na entrada e estimular o uso do álcool.

No último ano, segundo a Abrasce, associação do setor, os shoppings faturaram R$ 192 bilhões e foram responsáveis pela geração de 1,1 milhão de empregos, (formais e informais), além dos impostos pagos, patamar que vinha sendo mantido até agora.

No momento, 550 dos 577 shoppings brasileiros já estão fechados, o que representa 95% do total.

ACESSE A HOME DA COLUNA E LEIA TODAS AS NOTAS, ENTREVISTAS E ANÁLISES

Leia também:

  • Mourão tira 80 pessoas do isolamento e falta à coletiva que convocou
  • Militância bolsonarista volta a se organizar, mas perde por 3 a 1
  • Sem funerais, filho de empresária morta por coronavírus enterra a mãe sozinho
  • Guedes voa de FAB para se proteger do coronavírus
  • Bolsonaro interrompe processos de punição de empresas na Lava Jato
  • Acompanhe nas redes sociais:

    Clique aqui para acessar a matéria na íntegra e visualizar este conteúdo.

    Source: http://oglobo.globo.com/rss.xml?completo=true