Shopping Solidário terá 10ª edição neste sábado

A décima edição do Shopping Solidário será realizada neste sábado (25) em Brasília. A iniciativa promove a doação de roupas, calçados, brinquedos e outros itens a pessoas em situação de rua. Realizado pela organização não governamental (ONG) The Street Store (A Loja de Rua, em inglês), o evento terá, este ano, instalações na Estrutural, região administrativa do Distrito Federal localizada a cerca de 20 quilômetros do centro da capital.

A proposta é a de que, entre as 10h e as 16h, os visitantes da loja ao ar livre possam retirar os produtos conforme suas necessidades. Além disso, a promoção oferecerá, no mesmo horário, pela primeira vez, atendimento odontológico gratuito, a cargo de voluntários. Os profissionais farão aplicações de flúor e darão instruções básicas, que envolvem, por exemplo, a maneira correta de escovar os dentes. 

Além da assistência de saúde bucal, estudantes de biomedicina, fisioterapia e estética comparecerão oferecendo consultas. Outro grupo de voluntários prestará assistência jurídica sem nenhum custo.  

O público também poderá fazer refeições no local, gratuitamente. De acordo com a assessoria de imprensa do evento, os pratos do almoço serão preparados por restaurantes. 

Há também a possibilidade de aproveitar o serviço de beleza, prestado por uma barbearia. A expectativa é de que mil pessoas sejam beneficiadas pelos serviços e donativos, que totalizam duas toneladas.

Outra parte da programação leva o lazer e a cultura a pessoas assistidas pela ação. A banda de rock Scalene, que se identifica com a causa da ONG, tendo se tornado uma propagadora de sua mensagem, fará, durante o dia, uma apresentação ao público. 

Dignidade

Segundo a coordenadora do evento, Ruth Duarte, 23 anos, o principal propósito da ação é restituir às pessoas em situação de rua a dignidade que há no poder de escolha que, muitas vezes, é subtraído quando passam a viver nessa condição. “É mostrar o poder de escolha que se deve dar às pessoas, que não é só chegar e entregar [a doação], e sim que elas escolham aquilo que querem”, disse.

Ruth contou que foi ela quem trouxe o projeto para a capital federal, depois de perceber que tinha o desejo de liderar uma iniciativa que tivesse como fonte o altruísmo.

“Sou voluntária desde os 12 anos de idade, mas tive vontade de estar à frente, ter mais responsabilidade. Então, assisti a um vídeo institucional da Street Store e comecei a fazer. Comecei no Recanto das Emas, que é onde moro. Fizemos ali um teste, um projeto-piloto, o pessoal foi se engajando e o movimento cresceu”, explicou.

Nesta edição, o projeto conta com a adesão de 140 voluntários. A maioria, afirma Ruth, é de jovens entre 18 e 25 anos.

A definição do local para a realização do evento prioriza pontos onde se observa uma população em situação de rua mais expressiva. A iniciativa já teve duas edições na área do Sol Nascente, em Ceilândia, no Distrito Federal, e chega, também pela segunda vez, à Estrutural.

“A gente escolhe por questões socioeconômicas, falta de desenvolvimento. A gente mapeia onde há maior vulnerabilidade social, pois pretende atingir as pessoas que precisam, que são invisíveis”, afirmou. 

Sobre a Street Store

Fundada na África do Sul, em 2014, a The Street Store já completou mais de 850 edições em todo o mundo. Estima-se que, no Distrito Federal, a iniciativa tenha atingido, ao longo desses anos, 3.800 pessoas, somando 15 toneladas de doações e 400 voluntários.

Serviço

10ª Edição do shopping solidário da The Street Store DF

Local: Centro de Educação Infantil 01 (CEI 01)

Data e horário: sábado, 25 de maio, das 10h às 16h

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com