Ser artista é sempre buscar inspiração, diz Fioravante à TV Brasil

20 de maio de 2018

Bem-humorado, o ator Fioravante Almeida transformou o drama de sua história em arte e comédia. Ainda bebê, ele escapou de ser jogado no Rio Tietê dentro de uma caixa de sapatos e foi adotado pela mãe Olívia. “Eu tive muita sorte”, disse . “Ser artista é acordar a cada dia e encontrar uma nova inspiração e um motivo para ir para a frente”.

Para Fioravante, o desafio atual da arte está atrelado às redes sociais e às cobranças da nova geração. Em entrevista ao programa Conversa com Roseann Kennedy, que vai ao ar, nesta segunda-feira (21), às 21h15, na TV Brasil, o artista destacou o estilo stand-up, que considera uma espécie de showman e teatro associados.

“O teatro tem aquele público que ainda é muito fiel, que gosta de teatro. Mas tem uma nova geração, uma geração mais ligada as redes sociais que se ligam mais no stand-up. Eu acho que tem campo para todo mundo. O stand-up tem uma coisa mais ligada ao showman. Por outro lado, o teatro resiste há muito tempo. E ele vai resistir sempre.”

Para o ator, o caminho para vencer a pressa e os males do mundo moderno é a arte. “Quando acaba a peça, a pessoa já quer sair, já esquece. Ou então está no celular, postando e dizendo: eu estou vendo a tal peça. Acho que está faltando uma coisa mais próxima, mais humana na gente”, disse.

Com 20 anos de carreira, Fioravante Almeida ganhou o troféu de melhor ator no Prêmio Aplauso Brasil de Teatro em 2014 com a peça Muro de Arrimo. Recentemente, ele fez sucesso ao contracenar com o trapalhão Dedé Santana na peça Palhaços.

 

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line