Secretaria de Saúde anuncia verba para tratamento do câncer de mama

19 de outubro de 2018

O secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Sérgio Gama, anunciou hoje (19) investimentos da ordem de R$ 59 milhões por ano para o tratamento do câncer no estado. Nove Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia que realizam serviços de radioterapia, quimioterapia e cirurgias oncológicas serão contempladas.

De acordo com o secretário, serão investidos mais recursos nas unidades que já fazem atendimento e que estão ultrapassando as metas por conta da grande procura. “Essa é mais uma medida que o Estado está adotando para melhorar o serviço de diagnóstico e tratamento do câncer, especialmente o câncer de mama”, explicou Sérgio Gama.

A verba será aplicada na Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa; Hospital Santa Izabel, em Cabo Frio; Hospital Escola Álvaro Alvim, em Campos dos Goytacazes; Hospital São José do Avaí, em Itaperuna; Hospital Alcides Carneiro, em Petrópolis; Hospital Regional Darcy Vargas, em Rio Bonito; Hospital São José, em Teresópolis; Hospital Universitário de Vassouras; e o Hospital de Volta Redonda.

A rede estadual conta com nove mamógrafos distribuídos em diversas regiões do estado e que dão suporte aos municípios. Apenas no Rio Imagem, foram realizados, de janeiro a agosto deste ano, 28.792 exames, o que representa aumento de 80% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Secretaria de Estado de Saúde conta também com dois mamógrafos móveis, que realizaram cerca de 8,6 mil exames esse ano. A secretaria também habilitou novos serviços de tratamento do câncer, em Barra Mansa, Angra dos Reis e Três Rios, além de ampliar o serviço de radioterapia em Cabo Frio, na Região dos Lagos.

Acompanhamento de pacientes

A Secretaria de Saúde conta ainda com o Projeto de Navegação de Pacientes, que prevê acompanhamento feito por equipe formada por médico, técnicos e assistente social. Pioneiro no país, o objetivo da iniciativa é prestar assistência imediata e individualizada às mulheres com câncer de mama desde a confirmação do diagnóstico até o início do tratamento.

Atualmente, dados do Sistema Estadual de Regulação mostram que o tempo médio entre a solicitação e a primeira consulta com mastologista oncológico é de cerca de 60 dias. Lançado em 2017, o projeto atende hoje entre 40 e 50 mulheres por mês. Desde o começo da iniciativa, 579 pacientes foram acompanhadas com mastologistas, exames complementares e apoio de assistente social.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com