Saque do PIS/Pasep termina amanhã

30 de agosto de 2016

Martha Imenes

– Prazo para retirar abono de 2014 não será prorrogado. Trabalhador pode ver se nome está em lista na internet –

Rio – Os trabalhadores e servidores públicos que ainda não sacaram o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014 têm somente até amanhã para retirar os R$ 880 na Caixa Econômica e no Banco do Brasil.

“O prazo já foi estendido de 30 de junho para 31 de agosto e não será prorrogado novamente”, alerta o coordenador-geral de Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges. Se não for sacado, o recurso será devolvido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Segundo o governo foram pagos mais de R$ 18 bilhões a 22,2 milhões de trabalhadores desde o início do calendário do ano-base 2014, número equivalente a 94,45% do total de beneficiários.

Quem ainda está em dúvida se tem direito ou não ao abono pode consultar no site www.abonosalarial.mte.gov.br. Basta informar o número do CPF ou do PIS/Pasep, a data de nascimento e o código de segurança gerado pelo próprio sistema.

Além isso, a pasta publicou no último dia 26 listagem com nomes dos mais de 904 mil beneficiários pendentes (no Rio são 94.672, segundo estado com o maior número). Basta acessar o site www.mte.gov.br, clicar no banner “Abono Salarial” e pesquisar. Os nomes estão organizados por estado, cidades e em ordem alfabética.

O abono equivalente a um salário mínimo, e também pode ser retirado em casas lotéricas, no caso dos trabalhadores da iniciativa privada.  “Sugiro aos trabalhadores que verifiquem em sua carteira de trabalho se eles têm direito ao abono e, se tiverem dúvidas, procurarem os canais de comunicação sobre o abono salarial do Ministério do Trabalho para se informarem”, aconselha Borges.

Uma opção é o Alô Trabalho, no telefone 158, que é um canal gratuito. O trabalhador pode procurar a Caixa e fornecer informações sobre o PIS pelo 0800-726 02 07. No caso do Pasep, a ligação deve ser para o BB no 0800-729 00 01.

O abono é concedido a quem exerceu atividade remunerada por pelo menos 30 dias em 2014 e tenha recebido até dois salários mínimos mensais naquele período. É preciso estar cadastrado no programa PIS/Pasep há, no mínimo, cinco anos e ter tido dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Abono já está sendo pago

O abono salarial referente ao ano-base 2015 também está liberado para consulta. A estimativa do Ministério do Trabalho é que sejam destinados R$ 14,8 bilhões para pagar os R$880 no calendário de 2016/2017.

Quem nasceu de julho a dezembro recebe o benefício neste ano e entre janeiro a junho, no primeiro trimestre de 2017. Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do beneficiário até 30 de junho de 2017, prazo final para o saque. Os benefícios pagos no ano que vem poderão sairão com o valor do salário mínimo divulgado em janeiro.

Este ano entraram em vigor novas regras aprovadas pelo Congresso para o pagamento do abono. As determinações associam o valor do benefício ao número de meses trabalhados no exercício anterior, ou seja, quem trabalhou um mês no ano-base 2015 receberá 1/12 do salário mínimo, e não mais 100% como determinava a regra vigente até junho.

Para ver se seu nome está na lista dos trabalhadores que têm direito ao abono, basta acessar o site do www.mte.gov.br, clicar no banner “Abono Salarial” e pesquisar. Outra forma de verificação está disponível em http://abonosalarial.mte.gov.br/.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line