Rogério Rosso faz discurso conciliador na eleição da presidência da Câmara

Deputado federal no primeiro mandato, Rogério Rosso (PSD-DF) discursou há pouco na disputa pelo segundo turno da eleição para a presidência da Câmara dos Deputados ressaltando o “fair play”, independentemente do resultado da eleição.
Brasília - Sessão plenária para eleição do presidente da Câmara dos Deputados. Rogério Rosso é um dos candidatos (Wilson Dias/Agência Brasil)
O deputado Rogério Rosso destacou o fair playWilson Dias/Agência Brasil

Em um discurso, conciliador e repleto de afagos aos colegas, Rosso enalteceu o fato de ter sido eleito pelo Distrito Federal e, por isso, não precisará usar aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para deslocamentos, caso seja eleito presidente da Casa.

Antes mesmo de iniciar seu pronunciamento, Rosso pediu que o adversário na disputa subisse à tribuna para abraçá-lo. Ele também prestou homenagem ao ex-secretário geral da Mesa Silvio Avelino, funcionário da Casa, que foi exonerado do cargo por Waldir Maranhão (PP-MA).

“Independentemente, do jogo político, o embate, independentemente das disputas, tem que prevalecer sempre o bom combate, que no futebol a gente chama de fair play. Quem senta na cadeira não é a pessoa. Precisamos ter a dignidade, honradez de representar os 200 milhões de brasileiros”, disse Rosso.

Depois de governar o Distrito Federal em um mandato tampão depois da cassação do então governador José Roberto Arruda, em 2010, Rosso tenta chegar à presidência da Câmara para um novo “mandato tampão”.

Da tribuna , Rosso prometeu horar “cada voto”, “cada partido” , independentemente da ideologia e do segmento. “Somos todos iguais”.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com