Rodas de samba com artistas renomados fazem a alegria dos fãs

Ricardo Schott

– Arlindo Cruz estará nesta sexta-feira na Fundição Progresso –

Rio – O Rio tem funk, rock, música eletrônica e vários estilos musicais à disposição ao vivo todo fim de semana. Mas para o carioca, o samba é a maior diversão. Arlindo Cruz, um sujeito que entende só um pouquinho de assuntos sambísticos — e estará hoje na Fundição Progresso lançando com seu filho Arlindo Neto o CD ‘2 Arlindos’ — assina embaixo.

“O samba é o que faz o carioca sair de casa! Ou até ficar em casa e se divertir lá com os amigos: cada um dá dez reais, todo mundo compra uma carne, faz um churrasco, leva os instrumentos e o batuque começa”, brinca o sambista, um dos vários bambas que podem ser encontrados em ação, no palco (ou até mesmo na rua, em meio às rodas) durante este fim de semana.

A medicina costuma satanizar a figura do “atleta de fim de semana”: o tal cara que é sedentário durante cinco dias e, no sábado e domingo, vai jogar bola. Arlindo esclarece que também existe o “sambista de fim de semana” — mas louva e incentiva a existência de mais batuqueiros de sábado e domingo, essenciais para a renovação do cenário e para que haja muito público nos shows.

“Esse sambista é o cara que é bancário, advogado, frentista, mas no fim de semana pega o tantam, o cavaquinho e vai batucar. Ou vai dar uma esticada num show depois do trabalho. Espero que muita gente faça isso hoje lá na Fundição. Tem gente que, em cima da hora, marca até despedida de solteiro no pagode, sabia dessa?”, diz, gargalhando, e prometendo um clima de roda de samba no palco, sem muitas formalidades.

“É bastante improvisado e é samba em família. E nesse tempo de crise, nada melhor: você paga um Arlindo e leva dois”, completa, brincando como sempre.

E os sambistas de fim de semana que se preparem para ter trabalho de hoje a domingo, já que são muitas as opções — aqui no DIA selecionamos dez delas. Se você estiver pelo Centro e pela Lapa, sair mais cedo do trabalho e emendar com uma cerveja com amigos, já tem programa para o happy hour, antes de encarar o show dos Arlindos: a roda de samba de ninguém menos que Pretinho da Serrinha no Teatro Rival — que, por sinal, continua pelo mês de outubro adentro.

Pretinho, cujo nome é Angelo Vitor Simplício da Silva, é daqueles caras que primam pela variedade: já compôs com Dudu Nobre, Almir Guineto, Rogê, Seu Jorge, Gabriel Moura e até com o Jota Quest. A roda é cheia de clássicos do samba e de sucessos que ele compôs para outras pessoas.

Se você for do tipo que curte ir a vários eventos numa noite só, dá até para pegar um pouco do show de Eduardo Galotti hoje no Trapiche Gamboa, às 22h30. E amanhã quem se apresenta lá é Marina Iris, ao lado de João Martins. Ela mostra as músicas de seu primeiro CD, homônimo — já João mistura clássicos a sambas autorais.

Hoje ainda, às 18h30, na tradicionalíssima gafieira Estudantina (na Praça Tiradentes), rola o espetáculo ‘Cabaré do Malandro’, que conta a história do Cassino da Urca, com música e dança. O espetáculo foi bolado pelo passista Celynho Show. E na Zona Portuária, o restaurante Degustte continua hoje o projeto Vespertina, que celebra um mês de existência com o show de Paulão 7 Cordas, diretor musical de Zeca Pagodinho.

Saindo do Centro, amanhã tem uma festa importante em Realengo. Wilson Moreira, sambista veterano e cria do bairro, une-se ao parceiro Nei Lopes e juntos comemoram os quatro anos da roda ‘Terreiro de Crioulo’, em evento apresentado por ningúém menos que a lenda do rádio Adelzon Alves. O Sindicato dos Fumageiros, na Tijuca, agenda para amanhã a edição da abertura da Primavera do tradicional Pagode do Biro, comandado por Rodrigo Carvalho, e com sambas de Cartola, Nelson Cavaquinho, Jorge Aragão e Almir Guineto no repertório.

DOIS ARLINDOS
Para o garoto da capa de hoje, Arlindo Cruz, é o maior orgulho estar com seu filho no palco. Tanto que eles resgataram um clássico gravado por Tim Maia, ‘Pais e Filhos’, para celebrar a união. O soul do síndico virou samba-rock e fez a dupla se emocionar na gravação de ‘2 Arlindos’. “Foi uma choradeira no estúdio!”, brinca o paizão. “Essa música embalou muitos momentos da minha vida, da minha responsabilidade de ser pai. O melhor do samba é que me deu a possibilidade de criar meus filhos”, alegra-se.

SEJA SAMBISTA TAMBÉM – É SÓ SE PROGRAMAR AQUI

ARLINDO CRUZ E ARLINDO NETO
A dupla lança o CD ‘2 Arlindos’. Fundição Progresso. Rua dos Arcos 24, Lapa (3212-0800). Hoje, às 22h. R$ 60 a R$ 100 (estudantes, maiores de 65 anos e pessoas com um quilo de alimento não-perecível pagam meia-entrada). 18 anos.

CABARÉ DO MALANDRO
O musical conta a história do Cassino da Urca. Estudantina . Praça Tiradentes 79, Centro (2232-1149). Hoje, às 18h30. R$ 25. 18 anos.

DÉO RIAN E REGIONAL IMPERIAL
O compositor e bandolinista comemora 70 anos com show. Casa do Choro. Rua da Carioca 38, Centro (2242-9947). Hoje e amanhã, às 18h30. R$ 30. Livre.

EDUARDO GALLOTI E GRUPO CENTELHA / MARINA ÍRIS E JOÃO MARTINS
Eduardo toca clássicos hoje com o grupo e Marina e João dividem o palco, com composições de seus discos. Trapiche Gamboa. Rua Sacadura Cabral 155, Gamboa (2516-0868). Hoje e amanhã, às 22h30. R$ 30. 18 anos.

PAGODE DO BIRO
Roda de samba com clássicos dos repertórios de Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Nelson Cavaquinho, Almir Guineto e outros. Sindicato dos Fumageiros. Rua Haddock Lobo 239, Tijuca (2264-8195). Hoje, às 20h. R$ 15. Livre.

PAULÃO SETE CORDAS
O produtor musical de Zeca Pagodinho faz show. Degustte Restaurante. Rua Miguel Couto 130, Beco das Sardinhas, Zona Portuária (2283-3227). Hoje, às 18h30. Grátis. Livre.

PRETINHO DA SERRINHA
Roda de samba do compositor. Teatro Rival. Rua Álvaro Alvim 33/37, Cinelândia (2240-4469). Hoje, às 19h30. Grátis. Livre.

SAMBA DA SAÚDE
Show do trio Zeh Gustavo, Raphael Moreira e Alexandre Nadai. Praça da Harmonia, s/nº, Saúde. Hoje, às 19h. Grátis. Livre.

TERREIRO DE CRIOULO
Roda de samba com Wilson Moreira e Nei Lopes. Rua do Imperador 1.075, Realengo. Amanhã, às 14h (abertura dos portões) e 17h40 (shows). R$ 20. 18 anos.

ZOASAMBA / ARRUDA
Amanhã, o Zoasamba toca músicas de Cartola, Candeia e outros. O Arruda, no domingo, apresenta o repertório do DVD ‘Guerreiros do Bem’. Renascença Clube. Rua Barão de São Francisco 54, Andaraí (3253-2322). Amanhã, às 17h. Domingo, à partir das 13h. R$ 20. Livre. 


Outros destaques: