Rio: Queima de fogos será a maior da história, diz Riotur

30 de dezembro de 2017

Bruna Fantti

– Balsas com os fogos foram liberadas e seguem neste sábado à noite para Copacabana –

Rio – Na noite deste sábado, as 11 balsas com 17 mil fogos de artifício que serão detonados no Réveillon da Zona Sul serão deslocadas da Ilha do Fundão para as praias de Copacabana e Flamengo. Nesta sexta-feira, os explosivos foram liberados pela Capitania dos Portos e pela Divisão de Fiscalização de Armas e Explosivos da Polícia Civil do Rio, durante vistoria.

Para a queima, haverá uma novidade: pela primeira vez os fogos não serão acionados manualmente e sim por um equipamento americano chamado ‘máquina do tempo’. “A máquina é programada para acionar os fogos à meia-noite. O seu funcionamento é interrompido por uma chave de segurança. Duas pessoas vão ficar nas balsas para desligar a máquina em caso de alguma emergência”, afirmou Marcelo Kokote, pirotécnico responsável pela queima de fogos, da empresa Vision Show. As máquinas do tempo já foram utilizadas em Sidney, Dubai e Londres e permitem explosões mais sincronizadas.

Presidente da Riotur%2C Marcelo Alves (de costas) acompanha a vistoria da Capitania dos Portos e da Polícia Civil às 11 balsas que soltarão fogos na Praia de Copacabana

Presidente da Riotur%2C Marcelo Alves (de costas) acompanha a vistoria da Capitania dos Portos e da Polícia Civil às 11 balsas que soltarão fogos na Praia de Copacabana

Foto: Severino Silva / Agência O Dia

Segundo Kokote, os fogos foram importados do Japão, China e Itália pela sua qualidade e o show terá bombas com desenhos variados, como do planeta saturno, sorrisos e corações. Outras terão o efeito “ghost shell”, mudando de forma diante do público.

O capitão dos portos do Rio de Janeiro, Sérgio Salgueirinho, disse que a expectativa é de que 250 embarcações fiquem ao redor do cordão de isolamento no momento da virada no mar. A previsão é boa para o mar. “Não temos previsão de mar grosso nem de ventos intensos. Nossa expectativa é de que não haja impedimento meteorológico para prosseguir com o evento”, disse ele.

Aparelho que sincroniza fogos será usado pela primeira vez no Brasil

Aparelho que sincroniza fogos será usado pela primeira vez no Brasil

Foto: Severino Silva / Agência O Dia

O presidente da Riotur, Marcelo Alves, acompanhou a vistoria e disse que a queima de fogos será a maior já realizada no Rio. O show contará com três drones que vão passar no meio dos fogos e transmitir ao vivo para os telões da praia as explosões. “Os telões vão transmitir ao vivo o novo ângulo, de cima para baixo, para que todo mundo acompanhe com uma música feita exclusivamente da queima de fogos”, explicou.

Na manhã do dia 31 serão posicionadas as cinco balsas da queima de fogos da Praia de Icaraí, em Niterói, e as duas que serão usadas no réveillon da Praia do Flamengo, na zona sul do Rio. Assim como as de Copacabana, depois de preparadas, as balsas ficam isoladas, e nenhuma embarcação pode chegar a menos de 500 metros de distância.

A queima de 25 toneladas de fogos irá proporcionar 17 minutos de espetáculo pirotécnico, a maior da história do Rio, sendo cinco minutos a mais que na queima anterior. “Pretendemos oferecer à cidade o maior e melhor Réveillon de todos os tempos. Buscamos parceiros para minimizar o investimento público e estamos trabalhando para ter um evento à altura da cidade”, afirmou.

Nesta sexta-feira à noite a festa começou com show da Orquestra Tabajara no palco de Copacabana. Na Virada, serão nove atrações. No dia 6, haverá encontro de baterias de escolas de samba e blocos para encerrar a festa.

Orquestra Tabajara abriu a festa ontem no palco de Copacabana

Orquestra Tabajara abriu a festa ontem no palco de Copacabana

Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

PMs do interior vão para virada na Zona Sul

O policiamento para o Réveillon de Copacabana terá o mesmo número de agentes do ano passado, de acordo com o chefe do Estado-Maior da PM, coronel Lúcio Flávio Baracho. “Teremos homens que trabalham com a divisa de São Paulo e Minas Gerais que vão reforçar a segurança na cidade. Além disso, policiais da corregedoria também vão trabalhar”, afirmou. Segundo o oficial, 1.900 agentes estarão em Copacabana. A Polícia Civil irá atuar com 260 agentes no bairro.

Ontem, o secretário de Segurança, Roberto Sá, visitou a Rocinha para agradecer os policiais que fazem o reforço na comunidade. No total, 540 policiais permanecerão na favela para a virada. “Chegamos ao final do ano com 4 mil prisões e uma apreensão de arma de fogo por hora. A mesma média de quando a PM tinha mais recursos e mais homens. Estou aqui para agradecer aos policiais que mesmo com tantas adversidades continuam empenhados no seu dever”, afirmou Sá.

Justiça proíbe paralisação de ônibus

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região decidiu proibir qualquer paralisação de rodoviários no Rio do dia 31 até as 10h da segunda-feira, dia 1º de janeiro. A Justiça acolheu à solicitação do Rio Ônibus, sindicato das empresas de ônibus. Nas redes sociais, rodoviários chegaram a ameaçar fazer greve na véspera do Réveillon por causa de atrasos nos salários.

A decisão, em caráter liminar, foi do desembargador Evandro Pereira Valadão Lopes. Segundo o juiz, a manifestação de greve é “totalmente abusiva, pois não foi exaurida a via negocial e, além disso, desrespeitará, caso se concretize, as necessidades inadiáveis da Sociedade Civil (direito de ir e vir), gerando inúmeros prejuízos a toda população do município”.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line