Rio Imagem fora do ar impede exames

O Dia

– Problema atinge pacientes que precisam de procedimentos no estado. Não há previsão para retorno –

Rio – Pacientes que procuraram ontem o Centro Estadual de Diagnóstico por Imagem, o Rio Imagem, no Centro da cidade, ficaram sem atendimento. Eles não conseguiram realizar os exames ou retirar resultados porque foram avisados que o sistema estava fora do ar. A unidade, que é mantida pelo governo do estado, oferece exames de alta complexidade, como radiografia, ultrassonografia e tomografia.

A cozinheira Andrea Braga Antunes, de 41 anos, não consegue pegar o resultado de um exame desde agosto. Ela disse que ligou várias vezes para lá, mas os atendentes a deixavam na linha telefônica por muito tempo. Com isso, Andrea resolveu ir até o local para tentar resolver o problema, mas funcionários alegaram que o sistema estava fora do ar e sem previsão para voltar a funcionar.

Andrea está afastada do trabalho, pois tem um nódulo no pulmão direito que lhe causa falta de ar e inchaço. “Eu vim de São Gonçalo até aqui para eles me falarem que continua sem sistema. Isso está uma vergonha”, desabafou.

O problema se estendeu para quem havia marcado exame para ontem. O cabeleireiro Marcelo Barros, 45, não conseguiu fazer um exame de doppler, marcado há três meses. “Eu sofro de má circulação, sinto muita dor nas pernas e por isso tenho dificuldade para andar. Também já tive dois infartos. Preciso fazer essa ultrassonografia para saber qual é o meu problema e não ter um outro infarto”.

A direção do Rio Imagem informou que a emissão de laudos apresentou um problema técnico pontual, que já estava sendo reparado. Segundo a nota, para não prejudicar o atendimento aos pacientes, as informações dos exames começaram a ser digitadas em um processador de texto, impressas e serão entregues junto ao material de imagem gravado em DVD.

Ainda de acordo com o Rio Imagem, as pessoas serão contatadas gradualmente para a retirada do material. O retorno do sistema está previsto para as próximas semanas. Já sobre exames de doppler, informou que estão sendo realizados normalmente. Em dezembro de 2015 e janeiro deste ano pacientes do Rio Imagem também ficaram sem acesso aos exames por conta de paralisações de funcionários terceirizados pela Organização Social (OS) Proll Saúde, que estavam com salários atrasados.

Reportagem da estagiária Marina Cardoso


Outros destaques: