Reunião põe fim à greve de transportadores de combustíveis no Rio

8 de dezembro de 2017

A greve de motoristas de caminhões de combustíveis, deflagrada no Rio de Janeiro, foi suspensa após uma reunião entre os representantes do setor e o governo do estado, na noite desta sexta-feira (8). A paralisação já estava causando desabastecimento em vários postos da cidade.

A informação sobre o fim da greve foi divulgada pela assessoria do governo. Participaram da reunião o sindicato dos transportadores; o vice-governador, Francisco Dornelles; o secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa; e o presidente interino da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT).

O principal pleito dos transportadores é a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Mas, de acordo com a assessoria do governo, devido à crise financeira, não há possibilidade de redução do ICMS, e o estado vai intensificar o combate à sonegação com várias blitz em diversos pontos do estado. Também será criado um grupo para negociar pontos como a cobrança de ICMS sobre a distribuição dos produtos em comparação com o índice praticado em outros estados.

Mais cedo, uma liminar da Justiça do Rio, obtida pela Petróleo Ipiranga, determinou que a Associação das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados do Petróleo do Estado do Rio de Janeiro (Associtanque-RJ) suspendesse o bloqueio das portas das distribuidoras.

Os grevistas fizeram piquetes nas portas das distribuidoras de combustíveis, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, impedindo os caminhões de entrarem para serem carregados com gasolina, álcool ou diesel. A reportagem não conseguiu falar com os representantes das empresas transportadoras, para confirmar a suspensão da greve.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com