Reforço de militares na Olimpíada não diminuiu crimes no Rio

Bruna Fantti

– Dados do ISP apontam crescimento no período em que Forças Armadas reforçaram segurança. Levantamento do DIA já mostrava alta de roubos –

Rio – O reforço de 85 mil homens das Forças Armadas na Olimpíada não resultou em diminuição dos números da criminalidade no Estado do Rio, no mês de agosto. É o que aponta os índices criminais do Instituto de Segurança Pública (ISP) do mês de agosto, divulgados nesta sexta-feira. De acordo com os dados, houve aumento em todos os tipos de roubos, no número de homicídios e na letalidade violenta. Além disso, a atividade policial apresentou menor produção que o mesmo período do ano passado.

Em relação aos roubos em ônibus, o crescimento foi de 91,7%. No mês passado, foram registrados 1.204 casos contra 628 do mesmo mês de 2015. Em agosto, houve ainda um crescimento de 68,1% em roubos de rua, que incluem furtos a celulares e assaltos a pedestres, além de roubos em coletivos. Foram registrados 11.031 casos no mês passado, enquanto 6.562 ocorrências foram contabilizadas no mesmo período de 2015.

O ISP mostrou também que no último mês houve um aumento de 67,2% apenas nos casos de assaltos a pedestres: 8.065 registros, contra 4.825 do ano passado. Em relação aos homicídios, de acordo com o levantamento, em agosto do ano passado foram registrados 86. No mesmo período deste ano, foram 100, representando um aumento percentual de 16%.

Já os roubos de veículos aumentaram 15%, passando de 1.999 para 1.269. Os furtos de veículos, no entanto, diminuíram de 645 para 479. O total de roubos, que é a soma de todos os tipos do crime, aumentou de 6.100 para para 8.155, um aumento de 34%.

Os dados oficiais corroboram o levantamento feito pelo DIA logo após a realização dos Jogos, que apontava aumento de furtos e roubos nas zonas Sul e Oeste. Na pesquisa, o instituto também analisou as ocorrências registradas entre janeiro e agosto deste ano em relação ao mesmo período de 2015. O número de roubos de rua aumentou 41,7% no estado.

Na Barra da Tijuca, área onde está localizado o Parque Olímpico, o número de roubo de carros aumentou no mês. No entanto, segundo o coronel Sérgio Schalioni, o crescimento ocorreu na segunda quinzena, após os Jogos, com a abertura da Transolímpica. “Tivemos oito veículos roubados durante os Jogos, contra 30 nas duas semanas seguintes”, disse. “Temos que conseguir os dados de recuperação dos veículos para ter certeza dessa hipótese”, afirmou.