Profissão certa: O avô do Enem

25 de junho de 2017

Francisco Alves Filho

– Durante muito tempo, o vestibular era elitista: só poderia ingressar nas universidades quem estudasse em colégios tradicionais –

Rio – A coluna de hoje vai fazer uma viagem no tempo. É uma pausa nas dicas de como escolher a carreira e nas informações sobre as provas que vão decidir quem vai ou não para a universidade, que você está acostumado a ler neste espaço, para mostrar um pouco da história do exame. Você sabe quando nasceu o vestibular?Foi em 1911, quando o presidente era Nilo Peçanha.

Durante muito tempo, o vestibular era elitista: só poderia ingressar nas universidades quem estudasse em colégios tradicionais, frequentados pelas famílias cheias de dinheiro. No entanto, um projeto foi encaminhado pelo governo à Câmara para mudar isso. “Há calouros de Direito que desconhecem completamente o latim e escrevem o português como crianças de grupo escolar”, foi um dos argumentos da comissão.

Foi criado, então, o ‘Concurso de Habilitação para Ingresso nas Faculdades’, que fazia a seleção dos candidatos a cursos públicos. O nome ‘vestibular’ só foi adotado em 1915, que vem de vestíbulo, espaço entre a porta de entrada e a sala, numa alusão ao momento que decide se o aluno entra ou não na universidade.

Na época, os candidatos tinham que traduzir trecho de um livro do francês, um texto em inglês e também responder uma prova oral sobre Psicologia, História Universal e História da Filosofia. Era assim o ancestral do exame que hoje chamamos de Enem.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line