Prefeitura de SP assina contrato para ampliar Parque do Ipiranga

A Prefeitura de São Paulo assinou hoje (5) um contrato no valor de R$ 1,6 milhão para ampliação do Parque da Independência, no bairro Ipiranga, zona sul da cidade. A área atual de 161 mil metros quadrados receberá um acréscimo de cerca de 26 mil metros quadrados.

A reforma deverá durar oito meses e terá abertura de novos caminhos, playground, equipamentos de ginástica, jardim e iluminação. Os trabalhos serão realizados pela empresa FFL.

O Parque da Independência foi criado em 1909, às margens do Córrego do Ipiranga, onde Dom Pedro I proclamou a independência do Brasil em relação a Portugal em 1822. O local é tombado pelos órgãos de defesa do patrimônio cultural em nível municipal, estadual e federal.

Além dos jardins e fontes, o parque abriga o Monumento da Independência, o Museu Paulista e o Museu de Zoologia.

Museu do Ipiranga

No final de março, o governador João Doria anunciou que havia conseguido R$ 36 milhões com o apoio de três empresas para a restauração do Museu Paulista. O projeto total está avaliado em R$ 160 milhões. O espaço está fechado desde 2013, quando foram identificados problemas na estrutura do prédio. A intenção é inaugurar o Novo Museu do Ipiranga em 2022, ano do bicentenário da Independência.

Com exceção da pintura Independência ou Morte, de Pedro Américo, todo o acervo, mais de 400 mil itens, está acondicionado em cinco imóveis alugados e transformados em reservas técnicas. Para isso, houve investimento de R$ 35 milhões. O museu está fechado para visitação, mas continua sendo utilizado para ensino e pesquisa.

O projeto completo prevê uma nova ocupação do museu, com mais 5 mil metros quadrados de área para exposições e atividades culturais e de forma totalmente acessível. A modernização prevê ainda um auditório, um café com loja de souvenires e um mirante. A reforma do museu pretende triplicar a capacidade anual de visitação, passando dos 300 mil registrados em 2013 para 900 mil.

Córrego do Ipiranga

Além de adquirir uma das cotas de captação de patrocínio para restauração do museu no valor de R$ 12 milhões, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) vai despoluir o Córrego do Ipiranga junto com a prefeitura paulistana. O objetivo é garantir que o córrego esteja totalmente limpo em 2022, quando o museu deve ser reaberto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com