Portal Procurados pede informações sobre assassinos de policiais militares

31 de agosto de 2016

O Dia

– Cartaz com imagens dos PMs foi lançado e denúncias podem ser feitas de forma anônima. Crimes ocorreram somente neste mês –

Rio – O Portal dos Procurados divulgou na nesta quarta-feira um cartaz com as fotos dos policiais militares mortos no Rio em sete dias no Rio. Os crimes ocorreram entre os dias 22 e 29 de agosto e o Disque -Denúncia espera que o cartaz, com o título “Quem matou?” ajude na prisão dos assassinos.

O subtenente da PM Roterdan Jayme Baptista, de 42 anos, era lotado no do 7º BPM (São Gonçalo), e foi morto a tiros durante um tiroteio com traficantes na Favela Lodial, no bairro Boaçu, em São Gonçalo, na noite do dia 22, quando realizava patrulhamento com outros policiais de sua unidade. Ele chegou a ser socorrido no Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele estava há 15 anos na corporação, era casado e tinha dois filhos.

Na noite do último sábado, o policial militar Carlos Henrique Martins da Silva, de 47 anos, morreu após ser baleado próximo à Via Light, em São João de Meriti. O PM, que estava trabalhando, checava uma denúncia quando foi atacado pelos bandidos. Atingido na boca, ele foi socorrido e levado para o PAM do município, mas não resistiu. Carlos Henrique estava há 21 anos na corporação.

Dois dias depois, na noite desta segunda-feira, também em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, o policial militar Márcio José Silva de Mendonça foi morto. Lotado no 4º BPM (São Cristóvão), o policial foi abordado por dois bandidos na porta da casa da mãe, no bairro Coelho da Rocha.

Os criminosos assaltaram a loja do policial, onde cestas básicas eram vendidas. Depois, os bandidos entraram na casa da família do policial, que teria reagido. Vários disparos foram efetuados, e cerca de seis atingiram o PM. Ele chegou a ser levado para uma unidade hospitalar da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos assassinos dos policiais militares podem ser denunciadas pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/ou pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line