Por dia, 37 crianças são vítimas de intoxicação ou envenenamento

Análise feita pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) mostra que, em média, 37 crianças e adolescentes (até 19 anos) sofrem os efeitos da intoxicação pela exposição inadequada a medicamentos. Ao longo de 18 anos, foram mais de 245 mil casos de intoxicação, dos quais 240 crianças e adolescentes não sobreviveram.

Os estados que lideram os casos de intoxicação ou envenenamento são: São Paulo, Rio Grande do Sul e Espírito Santo. Minas Gerais e Rio de Janeiro vêm por último. Porém, nem todas as regiões do Brasil são avaliadas, pois só 11 estados têm centros de monitoramento disponibilizam dados.

O estudo se baseou em informações do Sistema Nacional de Informações Toxico-farmacológicas (Sinitox). A presidente da SBP, Luciana Rodrigues Silva, disse que diante dos números alarmantes, é necessário redobrar os cuidados.

“Mais da metade dos casos registrados [53%] referem-se a acidentes com crianças de um a quatro anos de idade. Elas são naturalmente muito curiosas e querem colocar tudo na boca, o que faz parte do desenvolvimento. Além disso, os medicamentos da linha pediátrica possuem embalagens coloridas e cheirosas, que estimulam os sentidos da criança”, destacou Luciana Silva.

Números

Segundo o levantamento, de todos os episódios de intoxicação ocorridos no período de quase duas décadas – de 1999 a 2016 -, mais de 130 mil acometeram crianças com idades entre um e quatro anos. O segundo grupo mais atingido vai de 14 a 19 anos (42.614 casos), seguido daqueles que cobrem de cinco a nove anos (32.668 registros) e de 10 a 14 anos (24.282).

No país, com base nos centros de monitoramento, a incidência maior de casos desse tipo tem sido registrada, ao longo do período analisado, nos estados de São Paulo (88.582 ocorrências), Rio Grande do Sul (47.342) e Espírito Santo (16.806).

Em seguida, vêm os estados de Minas Gerais (13.315), e Rio de Janeiro (11.602). Por outro lado, a mortalidade atribuída à intoxicação foi maior na Bahia (36 óbitos); São Paulo (31); Minas Gerais (24); Rio de Janeiro (22); e Rio Grande do Sul (18).

Subestimados

Para especialistas, os dados apurados via Sinitox estão subestimados, pois a rede reúne apenas as informações de 33 Centros de Informação e Assistência Toxicológicos (CIAT) localizados atualmente em 11 estados e no Distrito Federal (DF).

A presidente da SBP, Luciana Silva, alerta que é grande o número de relatos de reações adversas que não são comunicadas às autoridades sanitárias. Segundo ela, há situações em que essas ações são consideradas brandas ou confundem-se com sinais e sintomas de outros problemas de saúde.

“Estamos falando de uma estatística que descobre apenas a ponta iceberg, de um problema de proporções muito maiores, que flerta diariamente com a tragédia”, disse Luciana Silva.

O Sinitox admite que o número de casos de intoxicação e envenenamentos registrados nas estatísticas, envolvendo crianças e adolescentes, tem caído nos últimos anos em decorrência da diminuição da participação dos CIATs no monitoramento.

De acordo com o Departamento Científico de Toxicologia da SBP, a intoxicação pode ocorrer quando as crianças e os adolescentes são submetidos à medicação sem uma prescrição médica ou com base em conselhos de amigos ou outros profissionais da saúde.

“Mesmo com a prescrição médica é preciso ter cuidado, pois as diferenças nas dosagens podem gerar complicações, em especial quando a medida é feita com base em uma colher de sopa, de sobremesa ou de café”, ressaltou a presidente da SBP, Luciana Rodrigues Silva.

8 Comentários

  • I just want to tell you that I am just very new to weblog and honestly loved you’re web blog. Almost certainly I’m want to bookmark your blog . You absolutely have fabulous article content. Thanks for revealing your web page.

  • It is an extremely amazing powerful resource that you’re offering and you just provide it away cost-free!! I comparable to discovering websites ones comprehend the particular valuation on supplying you with a excellent learning resource for zero cost. We truly dearly loved examining this web site. Regards!

  • Many thanks for creating the effort to talk about this, I feel strongly about this and love learning a great deal more on this matter. If feasible, as you gain expertise, would you mind updating your weblog with a great deal more details? It’s extremely helpful for me.

  • Hiya very cool blog!! Man .. Excellent .. Amazing .. I’ll bookmark your site and take the feeds additionally…I’m happy to find so many useful information here in the put up, we need work out more strategies in this regard, thanks for sharing.

  • These days of austerity as well as relative stress about getting debt, some people balk contrary to the idea of using a credit card in order to make purchase of merchandise or perhaps pay for any gift giving occasion, preferring, instead to rely on a tried plus trusted way of making transaction – cash. However, if you’ve got the cash there to make the purchase fully, then, paradoxically, that’s the best time for them to use the credit card for several motives.

  • I do enjoy the manner in which you have presented this situation and it does offer us some fodder for thought. On the other hand, from everything that I have observed, I just wish as the actual comments stack on that individuals remain on point and not embark upon a soap box involving the news du jour. Anyway, thank you for this fantastic piece and whilst I do not really go along with this in totality, I regard your viewpoint.

  • Greetings! Very helpful advice in this particular article! It’s the little changes that produce the greatest changes. Thanks a lot for sharing!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com