Policiais envolvidos em morte de carroceiro em SP são afastados de atividades

13 de julho de 2017

Cinco policiais militares que participaram do assassinato do carroceiro Ricardo Silva Nascimento, de 39 anos, na noite de ontem (12), foram afastados hoje de suas atividades nas ruas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), dois policiais que faziam o policiamento ostensivo a pé no local do crime e três agentes da Força Tática que prestaram apoio foram recolhidos ao serviço administrativo.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o carroceiro foi morto por um dos policiais militares que fazia o patrulhamento a pé na noite de ontem, no bairro de Pinheiros, zona oeste da capital paulista. Segundo o boletim de ocorrência, o policial José Marques Madalhano atirou duas vezes em Ricardo após ser ameaçado pelo carroceiro com um pedaço de pau. De acordo com o registro, o militar atirou “para se defender”. Segundo testemunhas, a ação do carroceiro não representou ameça à vida do policial.

O 23º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (3º BPM/M) instaurou inquérito para investigar as circunstâncias da morte do carroceiro. O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil também instaurou inquérito e, segundo a SSP, ouviu testemunhas e encaminhou a arma do PM envolvido na ocorrência para perícia. A polícia deverá ainda analisar imagens de câmeras da segurança da região.

O corpo de Ricardo Silva Nascimento foi necropsiado no Instituto Médico Legal (IML) central e liberado para a família.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line