Polícia procura pistas que levem a assassino de motorista do Uber

28 de fevereiro de 2017

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) ouviu, na tarde desta terça-feira (28/2), Deise Karolaynne Souza Serrão, mulher de Ramiro Fernandes Teles da Rocha, de 23 anos, morto por disparo de arma de fogo no peito, na noite de ontem, na Avenida Silveira Martins, próximo ao Chopm 1, no Cabula.

Ele estava no interior do veículo Chevrolet Classic, de cor prata, placa OUU 3716, utilizado para serviço Uber, quando foi encontrado por populares, que acionaram a polícia.

O motorista chegou a ser levado por uma viatura da Polícia Militar ao Hospital Roberto Santos, onde deu entrada por volta de 1 hora de hoje, mas já chegou sem vida.

Uma equipe do Serviço de Investigação de Local de Crime (Silc), do DHPP, foi ao local, mas não conseguiu encontrar testemunhas que tivessem visto o que ocorreu e pudessem ajudar na investigação.

O carro utilizado por ele já foi encaminhado para perícia e imagens do local e das imediações começaram a ser procuradas. Documentos foram recuperados, mas o celular dele não foi encontrado.

De acordo com o delegado José Bezerra, diretor do DHPP, as imagens, se forem encontradas, e os laudos de perícia do carro, vítima e do local, serão fundamentais para as investigações.

O departamento também já fez contatos com o serviço Uber para saber se Ramiro estava de serviço e, se estava, solicitar informações sobre roteiros e pedidos de clientes ao longo da noite.

Equipes da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central), que vai cuidar do caso, buscam localizar possíveis testemunhas. Ainda não há motivação para o crime e nem indicativo de autoria.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line