Polícia Militar do DF prende oito pessoas por boca de urna

7 de outubro de 2018

Até o meio-dia deste domingo (7) pelo menos nove pessoas foram detidas no Distrito Federal, durante a votação. Segundo o Centro de Comunicação Social da Polícia Militar, oito delas por boca de urna e uma por tentativa de homicídio.

De acordo com o major Michello Bueno, nesse último caso, o homem, cuja identidade não foi revelada, foi preso no Colégio Centrão, em São Sebastião, após atropelar um policial militar.

“O cidadão chegou para votar no Centrão e os policiais perceberam que ele não estava bem. O homem então entrou no carro, deu ré, e atropelou um policial”, disse.

O militar foi levado para o hospital e o atropelador foi conduzido para 30ª Delegacia Policial, em São Sebastião. Lá, ao soprar o bafômetro, foi constatado 0,99 miligramas por litro de álcool no organismo.

A Lei Eleitoral prevê punição de seis meses a um ano de detenção para o crime de boca de urna, havendo a alternativa do condenado prestar serviços à comunidade pelo mesmo período, além de pagamento de multa.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com