PM faz operação nas comunidades do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo

O Dia

– Segundo relatos de moradores, da internet, o Batalhão de Choque está no local. Uma aeronave sobrevoa a região –

Rio – A Polícia Militar faz uma operação desde o começo da manhã desta segunda-feira nas comunidade do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, na Zona Sul do Rio. A ação começou por volta das 8h na comunidade. De acordo com relatos na internet, o Batalhão de Choque (BPChq) chegou à localidade com vários carros. Além disso, um helicóptero sobrevoa a região. Procurada, a Polícia Militar ainda não se pronunciou sobre a ação.

Ataques nas comunidade do Cantagalo e Pavão-Pavãozinho

No sábado, um PM lotado da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi baleado na Comunidade do Cantagalo.Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), o militar foi ferido depois de se deparar com criminosos armados durante patrulhamento de rotina.

Na última quinta-feira, uma intensa troca de tiros assustou moradores do Pavão-Pavãozinho. Na ocasião, PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Pavão-Pavãozinho/Cantagalo, faziam um patrulhamento nas proximidades da Quadra do Pavãozinho, pouco antes das 9h, quando foram atacados por criminosos. Na ação ninguém se feriu. 

Já no último dia 10 de outubro, durante uma troca de tiros na comunidade, o capitão da UPP do Pavão-Pavãozinho, Vinícius Apolinário de Oliveira, ficou ferido por estilhaços. Na ocasião, outros dois policiais do Batalhão de Choque também se feriram. Todos sem gravidade. Durante o intenso confronto, três suspeitos foram baleados e acabaram morrendo. O traficante Samuel de Freitas e Silva, conhecido como Samuca, que chefiou o ataque às UPPs da comunidade, e outras sete pessoas acabaram sendo presos. 


Outros destaques: