Pedestres ignoram faixas e arriscam a vida

As campanhas com a intenção de conscientizar motoristas e pedestres para a importância do uso das faixas de sinalização seguem na contramão da realidade encontrada nas ruas. Pedestres continuam atravessando constantemente fora das faixas e motoristas passa sobre elas sem respeitar a prioridade que deve ser do pedestre. “É tudo uma questão de educação”, observa o professor Orlando Costa, ao volante e diante de uma faixa. “Mas também alguns faixas nem o motorista e nem o pedestre conseguem visualizar por estarem desgastadas”, enfatiza para em seguida partir, depois de deixar passar uma senhora que usava a faixa, não tão identificável assim, localizada na  Av. Paulo VI.

Já na Av. ACM a doméstica Maria de Jesus vai de um lado para o outro da via preocupada com quem está dirigindo. “Ainda bem que tem essa faixa, que é boa sim. Agora ela não está clara, mas eles estão sempre pintando. Já os motoristas só respeitam mais a gente- pedestre – quando o guarda está aqui”, diz. Da mesma opinião é o representante Carlos Aguiar, que passa o dia dirigindo por vários bairros da cidade, mas também tem seus momentos de pedestre. “Vejo que Salvador tem muitas faixas, mas a maioria com péssima visualização, e que os pedestres gostam de viver em perigo porque sempre estão atravessando as ruas em locais não indicados, sem faixas ou sinaleiras”, enfatizou. 

O agente Alves, da Transalvador, explica que “todas as viaturas avisam aos supervisores sobre as faixas que estão se apagando, por motivo de chuva o recapeamento, que são muitas. Mas, a maioria está sendo pintada, mesmo porque até pra gente notificar elas têm de estar bem visíveis para o cidadão e para o motorista. No caso do local não ter faixa, o condutor tem obrigação de dar a preferência para o pedestre”.          

O serviço de sinalização da cidade, realizado pela Transalvador, segundo o órgão é permanente. Há equipes regularmente sinalizando a cidade, horizontal e verticalmente, em geral, durante a noite, quando não há alto fluxo de veículos e pessoas. Desde 2013 que 1.705 faixas de pedestres foram pintadas na cidade, e postos 935 redutores de velocidade. O total de eixos, setas e bordos é calculado em metros quadrados, sendo que 152.317 m2 dessa sinalização já foram pintados no período. 

O balanço mais recente do órgão se refere ao mês de setembro, quando 38 faixas de pedestres foram pintadas e instaladas mais 28 redutores de velocidade e 2.176,19 m² de sinalização horizontal, incluindo eixo, setas e bordo.

Alguns pontos sinalizados em setembro estão localizados na Av. Adhemar de Barros (Ondina), oito faixas e eixo contínuo; Rua Minas Gerais (Pituba), nove faixas, eixo branco em toda a extensão, zebrado e rotatória; Rua Amazonas (Pituba), 11 faixas, rotatória, eixo tracejado e contínuo, zebrado, vagas de estacionamento; Rua Luís Eduardo Magalhães (Bairro da Paz): pintura de eixo, bordo e 2 redutores.


Outros destaques: