Parecer exime Metro de desabamento no Centro de Convenções

A Metro Engenharia e Consultoria informou através de nota que o autor do projeto estrutural do Centro de Convenções da Bahia, na década de 1970, o engenheiro Carlos Emílio de Menezes Strauch, emitiu um parecer técnico, eximindo a empresa, executora dos serviços de recuperação e substituição de vigas e pilares metálicos no prédio, de qualquer responsabilidade pelo desabamento ocorrido no Centro de Convenções da Bahia, na última sexta-feira (23).

No documento, após fazer um relato em que descreve os serviços, assinalando que os mesmos foram acompanhados por ele e fiscalizados e aprovados pela Supat, órgão vinculado à Secretaria Estadual de Administração, o engenheiro Strauch conclui que “a Metro não teve nenhuma responsabilidade no ocorrido e isto só ocorreu devido ao adiantado grau de oxidação das ligações dos tirantes originais com as vigas do nível 33”.

Segundo o Política Livre, funcionários da secretaria estadual de Turismo relacionavam a empresa, junto com o ex-secretário Nelson Pelegrino e o atual, José Alves, como responsáveis pela ocorrência por motivos diversos. Clique no link para ver o parecer do engenheiro.

 


Outros destaques: