Operação da PF apreende mídias, celulares e HDs na JBS

9 de junho de 2017

A Polícia Federal informou na tarde desta sexta-feira, 9, que apreendeu documentos, mídias, telefones celulares e informações de HDs nos dois endereços da JBS que foram alvo da Operação Tendão de Aquiles nesta sexta-feira, 9.Segundo a PF, todas as equipes mobilizadas para cumprimento de mandados de buscas e quatro conduções coercitivas já retornaram à sede da PF na Lapa.Dos quatro mandados de condução apenas um não foi cumprido porque o alvo “não foi localizado”. Os outros três foram levados à Superintendência Regional da PF na Lapa e já foram liberados.

A nova ofensiva da PF, acompanhada da Comissão de Valores Mobiliário, mira ganhos excepcionais supostamente auferidos pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, acionistas da JBS, a partir do uso indevido de informações privilegiadas de suas delações no âmbito da Operação Patmos, que mira o presidente Michel Temer.

O inquérito da PF foi aberto no dia 19 de maio, apenas um dia depois que estourou a Operação Patmos, que mira o presidente Michel Temer. Naquele dia, a CVM publicou o Comunicado ao Mercado 02/2017 que tornou pública a abertura de cinco processos administrativos para apuração de transações que teriam assegurado ao grupo JBS ganhos milionários da noite para o dia no mercado financeiro.

Os irmãos Joesley e Wesley Batista teriam multiplicado seus ativos com as operações sob suspeita. Eles estão morando com suas famílias em Nova York após fecharem acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República.Pivô da grande crise na qual mergulhou o governo Michel Temer, os irmãos da JBs estão livres da prisão, pelos termos do pacto que fecharam, mas seu conglomerado está na mira da PF.

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line