No Rio, PM patrulha autoestrada Grajaú-Jacarepaguá

Equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar fazem desde cedo um patrulhamento preventivo ao longo de toda a extensão da Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá para evitar ações do crime organizado. No último sábado (19), a estrada ficou fechada, nos dois sentidos, por 9 horas e meia, por medida de segurança, devido à ocupação do Complexo do Lins, pelo Comando Conjunto das Forças Armadas, em apoio à Secretaria de Estado de Segurança. Equipes do Batalhão de Choque também patrulham as entradas de acesso ao Complexo do Lins.

Na ação, o traficante Sérgio Luiz da Silva Júnior, o “Da Russa”, foi morto em troca de tiros com homens da Polícia Militar, no Complexo do Lins. Ele estava fugindo pela mata fechada da Praça Seca, em Jacarepaguá, onde comandava o tráfico de drogas, para o Lins, que é dominado pela mesma facção criminosa.

Ontem (20), na Camarista Méier, que pertence ao Complexo do Lins, agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, em ação conjunta com a 24ª Delegacia da Polícia Civil do Rio de Janeiro, prenderam um dos chefes da milícia que atua na região da Praça Seca, em Jacarepaguá. Hélio Albino Filho, o Lica, era ligado a Sérgio Luiz da Silva Júnior, o “Da Russa”.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão de Lica, somada à morte do traficante Da Russa, representa um grande prejuízo para a facção criminosa Comando Vermelho, que controla o tráfico de drogas na Praça Seca.