Meirelles cria conta no Twitter para "debater rumos do País"

7 de junho de 2017

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, estreou um perfil no Twitter “para debater os rumos do Brasil”. Em sua primeira aparição na rede social – com o endereço @meirelles -, o ministro destaca sua participação como representante do Brasil na reunião ministerial da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que acontece em Paris. “A candidatura do Brasil como país-membro da #OCDE está sendo muito bem recebida”, diz uma das mensagens.

Na reunião, Meirelles afirmou que há sinais de que a reforma da Previdência seja aprovada ainda este mês pelo Congresso Nacional. Segundo ele, quanto mais rápido o tema passar pelo Congresso, melhor para as expectativas econômicas. Porém, do ponto de vista fiscal, o ministro da Fazenda repetiu que não há muita diferença no fato de a votação ocorrer agora ou apenas ao longo do segundo semestre.

Questionado pelo Estadão/Broadcast sobre se a aprovação da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado ontem, por 14 votos a 11, não foi um placar apertado, o que poderia indicar que os próximos temas poderiam encontrar mais dificuldade no Congresso, o ministro minimizou a diferença de votos contra e a favor. “Já tivemos diversas aprovações nas últimas semanas e o resultado de cada uma delas não é uniforme: quem votou a favor de uma reforma não necessariamente votará em outra da mesma forma. O importante é que reformas estão sendo aprovadas”, destacou durante a coletiva.

Para Meirelles, está cada vez mais evidente no Congresso a consciência dos parlamentares de que a reforma da Previdência dará mais segurança aos trabalhadores. “Eles terão a segurança de que irão receber seus benefícios, de que a Previdência será solvente no futuro”, disse, acrescentando que esse quadro é importante para o Brasil, assim como a geração de emprego com inflação baixa e controlada. “Isso é relevante e está cada vez mais claro no Congresso, não é uma questão política de cada um. Há necessidade de reforma da Previdência no Brasil.”

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line