Mantidas promoções de até 30% previstas para a Semana do Peixe

31 de agosto de 2016

O Dia

– Com Paralimpíada, evento ocorrerá entre 28 de setembro e 16 de outubro –

Rio – Por conta da Paralimpíada, a Semana do Peixe no Rio vai ser separada do restante do país. Em todo o território nacional, a iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) começa amanhã e vai até o dia 15 de setembro.

No Rio, contudo, a data inicial passou para 28 de setembro com fim em 16 de outubro, de acordo com a Fundação de Pesca do Rio de Janeiro (Fiperj). No entanto, grandes redes de supermercados na cidade vão manter os descontos que estavam programados para o evento e que chegam a 30%. 

No Mundial, por exemplo, o quilo do bacalhau congelado Pescara sairá por R$29,80, e o de sardinha portuguesa Nigel, a R$ 16,80, entre outras ofertas. A rede vai oferecer um mix de pescados, frescos e congelados.

Já no Superprix, os descontos chegam a até 30% sobre os preços originais de produtos das linhas Frescatto, Buona Pesca, Riberalves e Bacalanor. O filé de polaca Buona Pesca, com 800g, sai por R$ 11,98.

As reuniões para mudar as datas da Semana do Peixe começaram na última semana. Na segunda-feira, houve encontro da Fiperj com a Associação de Supermercadistas do Rio (Asserj), que cravou a definição.

O evento tem como intuito estimular o consumo de peixe no país por meio de descontos em supermercados, feiras livres, mercados públicos, entre outros estabelecimentos comerciais. No Rio, segundo a Fiperj, cada pessoa consome cerca de 11Kg de peixe anualmente. O recomendado pela Organização Mundial da Saúde é de 12Kg.

Proteínas

Os peixes são alimentos ricos em proteínas de alto valor biológico, aponta a nutricionista Bruna Lyrio, da Clínica Tostes.

“Têm fácil digestibilidade e possuem micronutrientes importantes para a saúde, como o fósforo e o cálcio, um nutriente que, além de estar relacionado à saúde dos ossos, também auxilia no controle da pressão arterial”, explica.

Além disso, o consumo de peixe pode ajudar no desempenho cognitivo. “A sardinha e o atum, peixes que não são muito valorizados, possuem ômega 3, gordura benéfica com ação antinflamatória e que auxilia na saúde do coração”, completa Bruna.

Reportagem do estagiário Caio Sartori

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line