Lulinha teve rendimento de R$ 5,2 milhões em dez anos

O empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha – filho mais velho do ex-presidente Lula – teve um rendimento bruto de R$ 5,2 milhões entre 2004 e 2014, aponta laudo pericial da Polícia Federal, anexado ao inquérito da Operação Lava Jato que apura corrupção e lavagem de dinheiro no sítio de Atibaia (SP), que a força-tarefa diz ser do petista.

O principal alvo dos levantamentos são as movimentações financeiras suspeitas entre os filhos de Luiz Inácio Lula da Silva, a família Bittar e o empresário Jonas Suassuna, do Grupo Gol. Dos valores recebidos por Lulinha, aproximadamente R$ 3,8 milhões (73%) foram oriundos da distribuição de lucros da empresa G4 Entretenimento Tecnologia Ltda.

A empresa pertence a ele (50%) e aos irmãos Fernando Bittar e Kalil Bittar (25% cada), filhos do ex-prefeito de Campinas (SP) Jacó Bittar, amigo de Lula desde a fundação da PT. A família Bittar é a dona oficial do Sítio Santa Bárbara, em Atibaia, que para a Lava Jato pertence ao ex-presidente. Os laudos da PF, anexados na semana passada ao inquérito que apura a compra e a reforma do sítio em Atibaia, mostra que a G4 é a acionista majoritária da BR4 Participações.

É essa empresa que tem como sócio a Gol Mídia Participações, do empresário Jonas Suassuna, outro dono do sítio de Atibaia. A BR4 detém 65% da participação da Gamercorp, empresa associada à Telemar Internet Ltda.


Outros destaques: