Jovens fazem greve de fome no sul do Afeganistão para pedir o fim da guerra

31 de março de 2018

Cerca de 30 jovens fazem greve de fome desde a última quinta-feira, em Lashkar Gah, capital da província de Helmand, no sul do Afeganistão, em um protesto para exigir o final do conflito armado que mergulha o país na violência desde 2001. As informações são da EFE.

“Alguns de nossos grevistas caíram inconscientes, mas 30 ainda continuam o protesto com a única reivindicação de paz e estabilidade”, disse à Agência Efe, Sifat Sarwan, um dos organizadores do ato.

O protesto começou na quinta-feira (29), em meio a um movimento espontâneo de resposta da população, tendo surgido em Lashkar Gah, depois que, no último dia 23, 13 pessoas morreram e outras 15 ficaram feridas em um atentado talibã nessa cidade.

No dia seguinte, um grupo de familiares das vítimas com apoio de jovens da cidade, começaram a se mobilizar e a fazer um protesto exigindo o final da guerra.

Na última terça, um grupo de meninas se uniu ao protesto e anunciou que enviariam uma caravana para falar com os talibãs, grupo insurgente que tem uma forte presença nesta província.

Para isso, pediram um cessar-fogo, mas como sua reivindicação foi ignorada, na quinta decidiram iniciar a greve de fome.

“Dois dias depois, altos oficiais de segurança na província visitaram o acampamento (do protesto) e expressaram sua disposição em falar com os talibãs em qualquer lugar da província, sem condições prévias”, disse o chefe militar, que pediu anonimato.

“Mas os talibãs ainda não responderam positivamente à nossa reivindicação”, afirmou, ao manifestar que os insurgentes emitiram um comunicado onde não fizeram nenhuma menção à paz ou trégua.

Khadim outro dos jovens que apoiam o protesto, afirmou à Efe que “alguns dos participantes da greve caíram inconscientes e foram hospitalizados”.

Dois foram foram parar no hospital ontem e hoje foram mais cinco, embora a saúde deles não corre perigo, disse.

“Estamos fazendo esforços para poder terminar a greve de fome com a mediação de pessoas locais da província”, completou.

O seu objetivo é acabar com a violência que mata pessoas inocentes, apontou.

O Afeganistão atravessa um dos seus momentos de maior violência após o final, em 2105, da missão militar da OTAN, que continua no país em missão de assistência e capacitação.

* É proibida a reprodução total ou parcial desse material. Direitos Reservados

 

Leia também...

Loading...
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Leitores On Line