Jair Ventura sonha com a Libertadores, mas mantém os pés no chão no Botafogo

O Dia

– Sempre centrado, treinador se anima com possibilidade de disputar o torneio continental, mas não crava compromisso com a torcida alvinegra –

Rio – Antes cauteloso ao falar sobre G-6, hoje, Jair Ventura não pensa em outro cenário para o Botafogo no Brasileirão que não seja dentro da área de classificação para Libertadores. Porém, como de costume, o treinador mantém os pés no chão. Diante do Coritiba, o Alvinegro pode chegar a sexta vitória seguida e se consolidar de vez entre os primeiros colocados da tabela e contará com o apoio da torcida, que promete lotar a Arena no sábado.

“Importantíssimo. O sonho de todo profissional é estar jogando com o estádio cheio, a torcida tem feito um papel maravilhoso, principalmente nos últimos jogos. Vem sendo nosso 12º jogador, empurra, momento que falta fôlego eles gritam, e o jogador dá um algo a mais. Fico feliz, aproveito para convocar os demais que ainda não compraram para comparecer e lotar. É difícil pelo equilíbrio do campeonato. Vamos fazer o máximo, não posso prometer, mas vamos dar a vida para tentar manter e levar o Botafogo ao mais alto possível. Se vai ser na zona da Libertadores eu não sei”, afirmou Jair.

Um dos motivos para boa fase é o entrosamento da dupla Sassá e Neilton, que vem rendendo frutos no Brasileirão. Pensando a longo prazo, Jair comentou sobre as chances de perder os atacantes, ressaltando que a melhor contratação que um clube pode fazer é a manutenção de seu elenco.

“Costumo dizer que a melhor contratação é a manutenção do elenco. Jogador já conhece o trabalho, a casa, não precisa ter aquela adaptação… Começar o ano com a base da equipe facilita a vida. Mas a gente sabe que o mercado está difícil, eu não posso chegar para o Sassá se ele tiver uma proposta milionária e contar história. Tem que ver o lado pessoal, da família. Se me perguntar, quero ficar com todos. Lógico, e fortalecer com algumas contratações pontuais. Facilita muito a vida do treinador. Para mim, a grande contratação é a manutenção da equipe”, finalizou Jair.

Com 53 pontos, o Botafogo é o quinto colocado na tabela do Brasileirão e sonha ainda com uma vaga no G-3. No sábado, o Alvinegro recebe o Coritiba, às 18h30, na Arena da Ilha, buscando a sexta vitória seguida na competição.


Outros destaques: