Imprensa reverencia o maior capitão da seleção brasileira

A morte do capitão da seleção brasileira da Copa do Mundo de 1970, Carlos Alberto Torres, repercutiu na imprensa internacional. O jornal Daily Mail, da Inglaterra, fez uma sequência de fotos do gol que eternizou o lateral direito do Brasil. O El Períodico, da Espanha, diz que foi dele um dos gols mais bonitos da história dos mundiais.

Na final da Copa de 70, aos 41 minutos do segundo tempo, os brasileiros venciam por 3 a 1 e os italianos buscavam um gol para colocar pressão nos minutos finais e tentar um empate que levasse o duelo à prorrogação. Foi quando a seleção comandada por Zagallo armou um contra-ataque perfeito. A jogada passou pelos pés de meio time antes de chegar a Pelé, que viu Carlos Alberto avançar, livre, pela direita, em direção à área italiana.

O Rei rolou, mansamente, para o capitão da seleção, que disparou um petardo, indefensável para o goleiro Albertosi. Foi o golpe final na Azzurra, a certeza do tricampeonato para o Brasil. O El País, da Espanha, recorda uma entrevista de Carlos Alberto Torres onde fala sobre o lance emblemático.

“Foi uma jogada muito bonita que representou o que foi essa seleção. A maioria dos jogadores tocaram na bola, foi de um lado para o outro, sem que os italianos, que também tinha uma grande equipe, pudessem fazer nada”.

Já a BBC, de Londres, diz que “ele marcou um dos maiores gols da história da Copa do Mundo em 1970 na final contra a Itália”, com “movimentos sublimes da equipe com um poderoso chute rasteiro no fim”.
 


Outros destaques: