Hamilton crava a pole no México e segue vivo na luta pelo título da Fórmula 1

Estadão Conteúdo

– Inglês busca diminuir vantagem de companheiro de Mercedes Nico Rosberg, líder do campeonato de pilotos –

México – 

O inglês Lewis Hamilton demonstrou neste sábado que segue vivo na busca pelo tetracampeonato mundial da Fórmula 1. O piloto da Mercedes dominou o treino classificatório no GP do México e garantiu a pole, a 10.ª dele na temporada de 2016. O problema é que seu companheiro de equipe, o alemão Nico Rosberg, se recuperou no final do Q3 e ficou com a segunda colocação. Até sua última volta, estava em quarto lugar, atrás dos dois carros da Red Bull.

Lewis Hamilton bateu o recorde do circuito Hermanos Rodríguez com o tempo de 1min18s704. O holandês Max Verstappen vai largar em terceiro, seguido pelo parceiro de Red Bull, o australiano Daniel Ricciardo. O alemão Nico Hulkenberg surpreendeu ao colocar a Force India na quinta posição do grid, à frente das duas Ferraris. O finlandês Kimi Raikkonen largará em sexto, com o alemão Sebastian Vettel em sétimo.

Na sequência, vieram os dois carros da Williams, com o finlandês Valtteri Bottas em oitavo e Felipe Massa, em nono. O brasileiro fez um treino classificatório regular. Passou pelo Q1 e pelo Q2 na nona colocação. Seu xará Felipe Nasr, no entanto, não teve muita sorte e deixou a pista na primeira parte. Largará com sua Sauber em 19.º.

A 10.ª colocação no grid de largada ficou com o espanhol Carlos Sainz, da Toro Rosso. As decepções ficaram por conta do espanhol Fernando Alonso, da McLaren, eliminado no Q2 ao cravar o 11.º melhor tempo, e o piloto local Sérgio Perez, o 12.º com sua Force India, que contava com o apoio dos torcedores em busca das primeiras colocações.

O GP do México, 19.ª e antepenúltima etapa da temporada de 2016, tem largada marcada para as 17 horas (de Brasília). A corrida pode definir o campeão antecipado da temporada. Para isso, Nico Rosberg precisa vencer e Lewis Hamilton ficar de 10.º para trás

Confira o grid de largada do GP do México:

1.º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – 1min18s704

2.º – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1min18s958

3.º – Max Verstappen (HOL/Red Bull) – 1min19s054

4.º – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) – 1min19s133

5.º – Nico Hulkenberg (ALE/Force India) – 1min19s330

6.º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min19s376

7.º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) – 1min19s381

8.º – Valtteri Bottas (FIN/Williams) – 1min19s551

9.º – Felipe Massa (BRA/Williams) – 1min20s032

10.º – Carlos Sainz Jr. (ESP/Toro Rosso) – 1min20s378

11.º – Fernando Alonso (ESP/McLaren) – 1min20s282

12.º – Sergio Perez (MEX/Force India) – 1min20s287

13.º – Jenson Button (ING/McLaren) – 1min20s673

14.º – Kevin Magnussen (DIN/Renault) – 1min21s131

15.º – Marcus Ericsson (SUE/Sauber) – 1min21s536

16.º – Pascal Wehrlein (ALE/Manor) – 1min21s785

17.º – Esteban Gutierrez (MEX/Haas) – 1min21s401

18.º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) – 1min21s454

19.º – Felipe Nasr (BRA/Sauber) – 1min21s692

20.º – Esteban Ocon (FRA/Manor) – 1min21s881

21.º – Romain Grosjean (FRA/Haas) – 1min21s916

22.º – Jolyon Palmer (ING/Renault) – sem tempo


Outros destaques: