Hacker que chantageou Marcela Temer é condenado a mais de 5 anos de prisão

O Dia

– Silvonei de Souza pediu R$ 300 mil para não vazar fotos íntimas após clonar celular da primeira-dama –

São Paulo – O hacker Silvonei de Souza foi condenado a prisão por estelionato e extorsão nesta segunda-feira. Ele foi acusado de clonar o celular da primeira-dama Marcela Temer e pedir R$ 300 mil para não divulgar fotos íntimas e áudios pessoais da primeira-dama.

A juíza da 30ª Vara Criminal de São Paulo determinou que o réu terá que cumprir pena no regime fechado por 5 anos, 10 meses e 25 dias. Silvonei ainda pode recorrer da sentença, proferida apenas seis meses após a abertura do inquérito.

O hacker estava preso preventivamente desde o dia 11 de maio, um dia após a posse definitiva de Michel Temer como presidente da República.

 


Outros destaques: