Greve deixa duas cidades do ABC paulista sem ônibus

Motoristas e cobradores de ônibus das empresas Eaosa e Ribeirão Pires, ambas de um único dono, estão em greve desde o final da tarde de ontem (12) em protesto contra o atraso no pagamento dos salários de junho. Segundo a Empresa de Transportes Urbanos de São Paulo S.A., a paralisação afeta 25 mil pessoas que, diariamente, usam esse meio de transporte intermunicipal em 18 linhas, nas cidades de Ribeirão Pires e Mauá.

Como opção, os passageiros têm a linha 10 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e as linhas da empresa Rigras. O sindicato da categoria informou que a greve envolve 450 trabalhadores.

Edição: Kleber Sampaio

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com