Freixo faz comício na Lapa e Crivella cumpre agenda em Brasília

O Dia

– ‘São quatro dias para mudar os próximos quatro anos’, disse o candidato do Psol. Segundo Datafolha, Crivella manteve liderança –

Rio – Diante de uma Lapa lotada, o candidato à Prefeitura pelo Psol, Marcelo Freixo, participou de comício na noite desta quarta-feira. Mesmo atrás nas pesquisas de intenção de voto — de acordo com o último levantamento do Datafolha, Marcelo Crivella (PRB) manteve a liderança com 19 pontos percentuais na frente —, o psolista disse acreditar na vitória no pleito de domingo. “São quatro dias para mudar os próximos quatro anos”.

Para isso, ele pretende conquistar os eleitores que declararam voto branco ou nulo. “É um voto que vai se decidir nos últimos dias. Se as pessoas entenderem que escolher o nulo é eleger o Crivella, quando olharem quem está com ele, podem entender que não é o melhor para o Rio de Janeiro”, comentou.

Freixo também lamentou a ausência do adversário em debates e sabatinas. “Eu acho melhor que ele vá a todos os debates, porque os debates são um direito que a população tem. Eu não penso em mim. Estou pensando na cidade. A sociedade tem o direito de saber quem nós somos e o que pensamos”, disse.

Além de Freixo e da candidata a vice-prefeita, Luciana Boiteux, o comício teve a presença de quadros importantes do Psol — em âmbitos municipal, estadual e federal. Quando o deputado federal Glauber Braga (RJ) se manifestou contrário à PEC 241, que pretende congelar os gastos em investimentos pelos próximos 20 anos, o público entoou uma vaia expressiva para a proposta e aplaudiu o parlamentar.

Nesta quarta-feira, Crivella cumpriu agenda como senador, em Brasília. Ele se encontrou com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, para negociar a liberação de verbas do governo federal para a Saúde do município.

Reportagem de Caio Sartori, estagiário


Outros destaques: