François Hollande confirma que ataque em Nice foi ato terrorista

O presidente francês  François Hollande disse hoje (14), em um pronunciamento de TV, que o atentado com um caminhão em Nice que matou pelo menos 77 pessoas, incluindo crianças, foi um ato terrorista. “A natureza terrorista [do ataque] não pode ser negado. O motorista foi morto a tiros, não sabemos se ele tinha cumplices”, disse Hollande. “Toda a França está sob ameaça do terrorismo islâmico”.

Hollande declarou que o estado de emergência iniciado após os ataques de novembro de 2015 e que se encerrariam no dia 26 de julho agora serão extendidos por mais três meses após o ataque de Nice. De acordo com o presidente, o trabalho da polícia aumentará, inclusive nas fronteiras

O presidente também disse que a França vai fortalecer sua campanha na Síria e no Iraque após o ataque a Nice.

Motorista morto a tiros

O último balanço do ataque registrava 77 mortos após um caminhão avançar contra uma multidão  durante as comemorações da Queda da Bastilha, um feriado nacional francês. A prefeitura de Nice disse, pelo Twiter, que houve um atentado. A prefeitura do Departamento dos Alpes Marítimos, onde está localizada a cidade de Nice, disse que o motorista do caminhão foi morto a tiros pela polícia.  Segundo a imprensa local, ele seria um residente de Nice de origem tunisiana.

O prefeito de Nice, Christian Estrosi, escreveu no Twitter pedindo para que os moradores residentes em Nice permanecessem em casa. Ele também declarou que foram encontradas armas e granadas no interior do caminhão e que o motorista disparou contra a multidão.

A mídia francesa informou que o caminhão bateu nas pessoas enquanto a multidão estava reunida assistindo a um show de fogos de artifícios no Paseio dos Ingleses, um ponto turístico muito popular em Nice. Também há informações não confirmadas de tiroteios no mesmo local.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com